Hyundai e Simespi fizeram a revitalização do Ecoponto do Jardim Oriente

Local está sendo limpo para organização e gestão adequada dos resíduos


Parceria da Hyundai e do Simespi – Sindicato Patronal das Indústrias e Fundições, e da comunidade, a Prefeitura, por meio da Sedema – Secretaria de Defesa do Meio Ambiente, fez a recuperação do Ecoponto do Jardim Oriente, o maior da cidade. O equipamento público tem sido alvo constante de atos de vandalismo e de incêndios, o que prejudicou todo o processo de separação dos resíduos. A reforma do Ecoponto vai ser realizada em fases.

Na primeira delas será feita a retirada de todo o material, depois a recuperação das cercas. Também serão implantadas câmeras de monitoramento e controle de acesso. A partir disso, o descarte será realizado de forma controlada e mais eficiente, garantindo que o cidadão destine apenas um metro cúbico do material, que é o objetivo do Ecoponto.

O Ecoponto é importante para um município do porte de Piracicaba, entre outros motivos, porque ali é possível centralizar o descarte de materiais, como restos de poda de árvores, grama, folhas e, principalmente, os materiais de construção civil, já que os Ecopontos são para uso de pessoa física e não jurídica.

Quando os Ecopontos ainda não haviam sido implantados, esses materiais eram descartados em áreas verdes, nas ruas, nas calçadas, causando transtorno em função do acúmulo de entulho em determinados lugares, chamados viciados. A partir da instalação dos Ecopontos, os descartes estão centralizados.

“Sabemos que cidades do porte de Piracicaba precisam destes locais para a destinação adequada dos resíduos, um exemplo disso, é que com a desativação do Ecoponto do Cecap houve um aumento no descarte irregular naquela região, além de ter sobrecarregado o Ecoponto do Jardim Oriente”, explica Marcos Yassuo Kamogawa, secretário municipal de Defesa do Meio Ambiente.
De acordo com o secretário, quando os materiais de construção civil estão misturados com restos de poda, galhos, entre outros, esses não podem ser reciclados. “Temos duas empresas que recebem estes materiais quando estão separados adequadamente”, explica.

Parceria: A Sedema não dispunha de orçamento para esta reforma. Assim, organizou uma campanha para conseguir os caminhões para remoção do material. Todos os 7 Ecopontos de Piracicaba serão limpos. De acordo com Kamogawa, serão necessárias, ao todo, 750 viagens de caminhões. “Solicitamos o apoio das empresas para que pudéssemos remover estes materiais e destinar para os locais corretos, a Hyundai e o Simespi são os nossos primeiros apoiadores nesta empreitada”, comemora Kamogawa.

“Esta é uma ótima oportunidade de colaborar com a nossa cidade. A Hyundai vai oferecer 9 viagens de caminhões modelo Romeu e Julieta (com capacidade para 50t) do Ecoponto até a CTR Palmeiras. A empresa tem um forte viés ambiental e, neste momento, é fundamental que todos colaborem de alguma forma”, explica a engenheira ambiental da empresa Bruna Fabregat.

As questões ambientais também fazem parte do dia a dia do Simespi, de acordo com o presidente, Euclides Baraldi Libardi. “Entendemos a importância de fazermos parte desta ação que vai além da ajuda. Queremos inspirar outras entidades e empresas a participarem de mais campanhas deste tipo”, disse.

Reciclagem: Nos indicadores de 2019 foi possível reciclar em Piracicaba mais de 80% dos resíduos de construção civil gerados, incluindo os resíduos dos Ecopontos.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta