Sociedade de Medicina ensina como prevenir fraturas de fêmur em idosos

Cuidados simples com a saúde e dentro de casa são muito importantes para evitar as quedas

As fraturas no fêmur são relativamente comuns nos idosos. Isso acontece porque, nessa fase da vida, os ossos e a musculatura da perna estão mais enfraquecidos, favorecendo os escorregões e as quedas. Como o tratamento, nesses casos, costuma ser cirúrgico, é muito importante prevenir este tipo de problema. Para orientar a população idosa e as pessoas que convivem com idosos, a SMCC (Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas) está divulgando uma série de orientações, elencadas pelo coordenador do Departamento Científico de Ortopedia e Traumatologia, Dr. Mauro Caron. Confira o vídeo sobre este tema neste link https://www.youtube.com/watch?v=acrKGkPJYfs.

De acordo com o ortopedista, essas fraturas ocorrem, na maioria das vezes, próximas do nosso quadril, onde a região do osso é mais enfraquecida. “Geralmente, são tratadas com cirurgia, com a colocação de pinos, placas, parafusos. Isso é uma preocupação para a gente porque precisa ser um procedimento de urgência em hospital”, comenta. Por este motivo, ele reforça a importância da prevenção.

A principal orientação é procurar um médico de confiança, que pode ser reumatologista, geriatra, ginecologista ou ortopedista. “Ele vai orientar sobre alimentação adequada, como, por exemplo, com proteínas, verduras, leites e derivados; e também sobre vitamina D, suplementos e certos produtos que podem ajudar a fortalecer seus ossos, além da prática regular de exercícios”, comenta.

Segundo Dr. Caron, a prática regular de atividades físicas traz muitos benefícios. “Não há necessidade de fazer grandes exercícios. Uma simples caminhada diária pode ajudar a fortalecer tanto o seu músculo como o seu osso. O movimento cíclico da caminhada fortalece o cálcio dos ossos, além de fortalecer a musculatura”, explica. “Se você andar com uma camisa de manga curta e deixar o sol bater no seu braço e na sua perna, uma caminhada de 15 minutos, para quem tem pele clara, ou de até meia hora para quem tem a pele um pouquinho mais escura, é suficiente para estimular a vitamina D no seu corpo, para fazer o cálcio ir para os seus ossos”, completa.

Confira dicas de prevenção dentro de casa:

– quando for lavar a casa, cuidado! Evite o uso exagerado de sabão em pó, que deixa o piso frio muito escorregadio, favorecendo a queda

– apesar de não ser mais tão usual, é preciso tomar cuidado com ceras. A cera líquida ou em pasta faz com que o piso se torne também muito escorregadio

– ao se levantar de um sofá, da cama ou de uma cadeira, faça de maneira tranquila. Se o telefone ou a campanha tocar, calma! Caso seja urgente, a pessoa vai ligar outra vez. Na hora de se levantar rapidamente, a musculatura, que já não está tão firme, pode fazer escorregar e cair

– durante a noite, sempre mantenha uma luz acesa no canto (pode ser aquelas em tomadas ou um abajur) do quarto ou no corredor. Dessa forma, se precisar se levantar para ir ao banheiro, por exemplo, você vai conseguir se orientar com mais facilidade

– no banheiro, instale barras de segurança. Elas devem ficar no box, como apoio para a hora do banho, e ao lado do vaso sanitário, como apoio na hora de se levantar

–  o banho também pode ser tomado sentado, em cadeiras de plástico ou cadeiras próprias para esta finalidade. Isso também reduz o risco de queda

– mantenha um tapetinho antiderrapante próximo ao box para, ao sair do banho, não pisar no chão com o pé molhado

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta