agosto 14, 2022

Café consumido com moderação promove diversos benefícios à saúde

Café consumido com moderação promove diversos benefícios à saúde – Foto Divulgação

O Brasil é o segundo país no ranking de consumo de café e a safra atual deve ser positiva, com projeção de 16,1% maior em relação à anterior

O café é uma bebida versátil e pode ser consumido quente ou gelado, faz parte de receitas diversas e até de drinks. Ganhou a apreciação dos brasileiros porque está presente em distintos momentos de nossas vidas. Ele compõe o café da manhã, é bebericado logo após o almoço, nos lanches da tarde e não pode faltar nos escritórios e em reuniões corporativas.

Esse gosto pela bebida confere ao Brasil a segunda posição como o maior consumidor de café do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). A diferença entre o primeiro lugar é de 4,5 milhões de sacas. Cada brasileiro consumiu em 2021 o equivalente a 6,06 kg de café cru e 4,84 kg de café torrado.

Dados da ABIC mostram que embora a crise econômica gerada pela pandemia tenha afetado vários setores no ano passado, não houve prejuízos ao segmento cafeeiro. A procura por café aumentou 1,71% em relação ao ano anterior.

A nutricionista e coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, Patricia de Moraes Pontilho, explica que o café de qualidade é aquele constituído por grãos tipo 8 COB (Classificação Oficial Brasileira), 100% arábica (cultivado em locais com altitude e terrenos específicos, com clima ameno; é rico em sabor, acidez e aroma, alguns levam até notas frutadas, florais ou picantes) ou combinados ou 100% com robusta/conilon (de origem africana, é cultivado em altitudes menores, com maior resistência a pragas e de sabor mais amargo e marcante). “A classificação e valoração do café é feita a partir da contagem de imperfeitos e impuros de amostras de 300 gramas do produto beneficiado”, acrescenta.

O café é ainda um ótimo alimento para a saúde, pois possui polifenóis, que são antioxidantes. Ele também auxilia na redução de doenças como Diabetes tipo 2, doenças hepáticas e alguns tipos de cânceres. Contudo, é preciso moderação: devem ser consumidas apenas três xícaras pequenas por dia. Se o alimento for consumido exageradamente, pode afetar a pressão arterial e aumentar a frequência cardíaca, além de interferir na ação de alguns hormônios importantes.

“Além de todas as características e propriedades benéficas à saúde, o consumo de café ainda desperta em nós boas sensações, principalmente afetivas. Beber um café é sempre um momento de prazer, integração ou ainda relaxamento”, completa a professora.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) projeta que a safra atual deve ser positiva, principalmente com maior produção do café arábica. Estima-se que a produtividade média nacional fique em 30,6 scs/ha, o que indica aumento de 16,1% em comparação à safra anterior 16,1%. Aumento da produção, com aumento de consumo é o casamento perfeito, desde que a ingestão seja moderada.

Read Previous

Prefeitura inaugura quadra multiuso no bairro São Dimas em São Pedro

Read Next

Kit desjejum será oferecido aos pacientes que usam transporte da saúde em Torrinha