Santa Maria da Serra recebeu atividades da 23ª edição do Exercício Agulhas Negras

Santa Maria da Serra e algumas cidades da região receberam atividades da 23ª edição do Exercício Agulhas Negras. A presença dos militares do Exército Brasileiro pelas ruas e rodovias, com dezenas de veículos da corporação e até mesmo helicópteros foi notada por moradores.

Trata-se de um treinamento do Exército, chamado Exercício Agulhas Negras, o maior feito no Estado de São Paulo denominado de operação Tietê , realizado entre os dias 19 e 29 de novembro e não afetou a rotina das pessoas tendo como objetivo manter o estado de prontidão das tropas da 2ª Divisão de Exército em operações ofensivas, defensivas e de cooperação e coordenação com agências, além de exercitar a ação de comando e a capacidade de liderança em todos os níveis.

O exercício ainda demarca o coroamento do ano de instrução militar.

A Área de Operações inclui as cidades de Pirassununga, Aguaí, São João da Boa Vista, Analândia, Santa Cruz da Conceição, Itirapina, Brotas, Torrinha, Santa Maria da Serra, Barra Bonita e Igaraçu do Tietê.

Na 23ª edição do Exercício Agulhas Negras, denominada Operação Tietê, cerca de 3.000 militares de 35 unidades do Exército participam das operações e estão nas ruas dessas cidades para fins de treinamento.

O Exercício Agulhas Negras é um treinamento previsto no Plano de Instrução Militar do Exército Brasileiro e a sua realização não está vinculada a nenhum contexto de emprego real e recente das Forças Armadas.

Estiveram envolvidas no exercício, além do Comando da 2ª Divisão de Exército, tropas da 11ª Brigada de Infantaria Leve e suas unidades subordinadas, da 12ª Brigada de Infantaria Leve (aero móvel) e suas unidades subordinadas, da Aviação do Exército, da Brigada de Infantaria Paraquedista, da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, do 2° Batalhão de Engenharia de Combate, do 12° Grupo de Artilharia de Campanha e do 1° Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN), além de militares do 1° Batalhão de Operações Psicológicas e do 1° Batalhão de Guerra Eletrônica.

O exercício envolveu diversas atividades militares, dentre as quais se destacam deslocamentos de tropa a pé e motorizados, ações com presença de tropa nas localidades, patrulhas, emprego de helicópteros, ações simuladas de incidentes químicos e transposição de curso d’água, entre outras.

De acordo com o Comando Militar do Sudeste, todas as atividades são supervisionadas com ênfase nas medidas de segurança. Além disso, o exercício em questão, afirma, não acarretará danos ao patrimônio e ao meio ambiente.

Estão previstas, ainda, ações cívico-sociais em algumas cidades dentro da área de atuação das tropas, com exposição de material militar, orientação médico-odontológica, realização de atividades lúdicas para as crianças e apresentações musicais.

Read Previous

Vereador Gi Baiano pede informações sobre manutenção de brinquedos de Parque Infantil da Praça São Benedito

Read Next

Serviço Social realizará Mutirão para recadastramento do BPC

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.