julho 1, 2022

Mesmo com Lula disparado em pesquisa, Bebel pede cautela e muito trabalho até a eleição

foto- divulgação

Apesar de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato a presidente da República nas eleições deste ano pelo PT ter ampliado a vantagem em pesquisa Datafolha divulgada nesta última quinta-feira, 26 de maio, em relação ao presidente Jair Bolsonaro (PL), a deputada estadual Professora Bebel (PT), principal liderança do partido na região, diz que é preciso ter cautela e que é preciso muito trabalho até outubro. Para ela, não é hora de cantar vitória, pois o adversário joga baixo e mobiliza hordas de robôs e de fake news, mas é preciso que se diga que um horizonte mais feliz para o povo brasileiro começa a se avizinhar.

De acordo com a pesquisa Datafolha Lula está na dianteira, com 48% das intenções de voto na pesquisa estimulada – quando o entrevistador oferece opções de nomes, e pode vencer as eleições em primeiro turno. Em segundo lugar aparece Bolsonaro, que obteve 27%. Desta forma, o petista abre 21 pontos de vantagem em relação a Bolsonaro. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), aparece com 7%. Os demais nomes atingem, no máximo, 2% da preferência do eleitorado. Votos brancos e nulos somam 7%, enquanto 4% disseram não saber em quem vão votar nas eleições de outubro.

Já na pesquisa espontânea, aquela em que os nomes não são lidos, Lula chega a 38%, enquanto Bolsonaro tem 22%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. É o primeiro levantamento do Datafolha após o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), deixar a disputa presidencial. Ele abriu espaço para a possível candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS). Os partidos que encampam este projeto de terceira via são MDB, PSDB e Cidadania.
Para Bebel, “o resultado mostra que o povo está cansado de genocidio. Está cansado da inflação, do desemprego, da desesperança. Nestes meses derradeiros antes das eleições, precisamos mobilizar todas as nossas forças para devolver ao brasileiro o direito de sorrir e de sonhar”.
Apesar de não querer cantar vitória antes do tempo, a deputada estadual diz: “Como é bom estar do lado certo da história. O lado da luta, mas também o lado do compromisso inabalável com o povo brasileiro, o estado de bem-estar social, a ciência e a educação, enfim, com um país cujas gerações futuras possam desfrutar como uma terra de inclusão e de oportunidades”, concluiu.

Read Previous

Força-tarefa capta currículos para a indústria nesta terça

Read Next

Sema visita Sítio São Benedito, que produz orgânicos na região do Campestre

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.