Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana fez a implantação de mais 3 Km CicloVidas em Piracicaba

As ações do projeto CicloVidas continuam. A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semuttran – Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes, implanta mais 3 km de ciclofaixa no bairro Santa Rita, que devem ser concluídos ainda neste mês. Com essa nova etapa, Piracicaba chega a 20 km de novas ciclofaixas. O CicloVidas prevê 40 km de novas ciclofaixas e ciclorrotas no município até 2024.

Essa é a terceira etapa do projeto Ciclovidas e contempla cinco novos pontos. São eles o trecho da rua Carolina Secheto Martins (entre as ruas Arthur Eugênio Sacconi e Marcília de Oliveria Campos); a rua Marcília de Oliveira Campos (entre a rua Carolina Secheto Martins e a avenida Dorival Cruz Lima); a rua Lívio Ferraciú (entre a rua Carolina Secheto Martins e a avenida dos Concepcionistas); a avenida dos Concepcionistas (entre a rotatória da avenida Dorival Cruz Lima e a rua José Antônio Tricânico); e a rua José Antônio Tricânico (iniciando e finalizando na avenida dos Concepcionistas).

Além de avaliar os trechos de ciclofaixas já implantados no bairro Santa Rita, para realizar essa complementação, a Semuttran também dialogou com moradores, que apresentaram sugestões em reunião junto à Secretaria Municipal de Governo, com a presença do secretário Carlos Beltrame, e com grupos de ciclistas. “Nosso objetivo em avaliar onde de fato os ciclistas estavam usando e conversar com os moradores foi realizar um serviço bem executado junto à população”, afirma a titular da Semuttran, Jane Franco de Oliveira.

A primeira fase do projeto CicloVidas contemplou a implantação de 15,3 Km de ciclofaixas nos bairros Santa Rita e Nova Piracicaba e no distrito de Artemis. Com a segunda fase foi implantado 1,7 Km em trechos das ruas Arthur Eugênio Sacconi e Carolina Secheto Martins, no bairro Santa Rita.

A implantação de ciclofaixas envolve sinalização horizontal, como pintura, tachão e tachinha, e vertical, que são as placas. As travessias das ciclofaixas nos cruzamentos receberam ainda um acabamento especial na cor vermelha, garantindo mais visibilidade e segurança na travessia.

Jane conta que a segurança é fator fundamental na hora de escolher onde as ciclofaixas, ciclovias e ciclorrotas devem ser implantadas. “A partir da existência desses lugares, a população é incentivada a usá-los. Por isso, antes da implantação, é realizado estudo minucioso visando a segurança de todos”, explica Jane.

A secretária lembra ainda que as ciclofaixas implantadas até agora estão localizadas em regiões com grande apelo ambiental, com áreas verdes e paisagens que agradam os ciclistas. “As ciclofaixas também atendem uma das solicitações dos ciclistas presentes em muitas pesquisas que é a presença de trechos com sombras no percurso”, complementa a titular da Semuttran.

Read Previous

Fumep é encampada ao perímetro do Parque Tecnológico Piracicaba

Read Next

Realizada mais uma reunião do COMTUR de Santa Maria da Serra

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.