Santa Casa Saúde propõe estilo de vida saudável

Médica fala de cuidados que o indivíduo pode e deve ter consigo mesmo

Organização Mundial da Saúde (OMS) conceitua saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas pela ausência de doenças ou enfermidades”.

Segundo a médica Vanessa Valente Ventura (CRM 107152), do Santa Casa Saúde Piracicaba, o processo de viver com ou sem saúde está intimamente relacionado às características de cada contexto e aos significados que cada indivíduo atribui a sua essência de vida. “A definição de saúde não se reduz, portanto, a uma evidência orgânica, natural e objetiva e nem como um estado de equilíbrio”, complementa.

Ela lembra que o modelo de saúde biomédico implantado há décadas tem como foco apenas o processo de cura, deixando de lado determinantes sociais, psicológicas, espirituais e contextuais do indivíduo que impactam diretamente em sua qualidade de vida e saúde.

“A gente sabe que, na prática, o estado de saúde está diretamente relacionado aos modos de ser e produzir e à capacidade de recriar a vida em sua singularidade e multidimensionalidade”, considerou.

Segundo Dra. Vanessa, para indicar a mudança nos hábitos que impactam na saúde, a abordagem do paciente precisa ser sobre o olhar de sua expectativa em relação à saúde; e estar disponível para mudanças em busca por mais qualidade de vida é o início do caminho. “São cuidados que o indivíduo pode e deve ter consigo mesmo”, disse.

Com a proposta de promover algumas dicas importantes para agregar saúde à vida, Dra. Vanessa indica meditação, muita hidratação, alimentação saudável e prática regular de atividade física.

Ela lembra que a prática da meditação tem sua importância na amenização do estresse da vida moderna, proporcionando o aumento do poder de concentração, resistência do estresse, alívio da dor física e emocional, autoconfiança e controle de ansiedade.

A hidratação, por sua vez, é importante para todas as idades tendo como alguns benefícios o auxílio no processo de digestão, regulação da temperatura corporal, lubrificação da articulação, funcionamento do rim, hidratação da pele e cabelo e auxilio na circulação sanguínea.

A boa alimentação também é determinante à saúde ao longo da vida e o ideal é que o indivíduo prepare conscientemente suas refeições, trazendo além da alimentação saudável, o afeto e o cuidado para consigo mesmo e para os que o cercam.

“A população está cada vez mais preocupada com a rapidez no preparo das refeições, esquecendo que o preparo de saladas também é rápido e muito mais saudável para o organismo”, pontou Dra. Vanessa. Ela reforça a importância de incluir nas refeições o grupo de proteínas, como ovos, leites e derivados ou carnes, fundamentais para a manutenção da massa muscular.

A prática regular de atividade física é, segundo ela, outra atitude que traz benefícios a todas as idades. Exercitar-se promove a manutenção ou ganho da amplitude de movimentos e de massa muscular, proporciona bem-estar, melhora na qualidade do sono, analgesia e neuroplasticidade.  “A atividade física deve ser incentivada desde a infância, a fim de evitar lesões precoces e ajudar no desenvolvimento motor e no controle de peso, aumentando as chances de um futuro mais ativo”, ponderou Ventura.

Ela ressalta que hábitos saudáveis associados a consultas médicas preventivas, contribuem para a manutenção de uma vida mais ativa, saudável e feliz.

Read Previous

Prefeitura faz arrastão contra a dengue em Santa Terezinha em Piracicaba

Read Next

Homem é preso por tentativa de estupro e cometer feminicídio em São Pedro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.