julho 1, 2022

Prefeitura entrega matrículas de imóveis para moradores do bairro Algodoal em Piracicaba

Foto: Divulgação

Alguns deles esperavam há 38 anos por esse momento; Prefeitura tem agilizado o processo de regularização fundiária

Mais 65 famílias do bairro Algodoal receberam na manhã de hoje, quinta-feira, 19/05, a entrega das matrículas dos seus imóveis devidamente regularizados. A cerimônia ocorreu na sede da Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba (Emdhap). A região do bairro Algodoal, por ser muita extensa, foi dividida em cinco partes para facilitar o processo de regularização fundiária de interesse social (REURB-S). Além do prefeito Luciano Almeida, o evento contou com a presença do presidente da Emdhap, Sérgio Chaim, e dos vereadores Josef Borges e Anílson Rissato.

A regularização fundiária tem como objetivo incorporar os núcleos informais (passivos de regularização) ao ordenamento territorial urbano. Como benefícios, após a emissão das matrículas, as famílias contempladas passam a ter a posse definitiva de seus imóveis, ampliando o acesso ao crédito financeiro e, assim, estimulando o desenvolvimento do município.

O prefeito Luciano Almeida lembrou que a atual Administração tem trabalhado em ritmo acelerado para realizar o processo de regularização fundiária de maneira a contemplar o máximo de loteamentos possível e, assim, garantir uma segurança jurídica aos seus moradores. “Os cidadãos têm todo o direito de pleitear esse benefício e nós temos a obrigação de fazer a regularização de maneira rápida e eficiente”, destacou.

Antonio Pequeno da Silva disse que esperava pela entrega da matrícula do seu imóvel desde 1984, quando mudou para o Algodoal com a família. “Realizei o grande sonho da minha vida. Agora só saio do meu bairro para o cemitério”, disse o morador bem-humorado.

José Quintino da Silva era visivelmente um dos mais emocionados durante o evento. “Tenho agora o papel que me garante a posse definitiva do terreno! Só tenho que agradecer ao prefeito Luciano Almeida e à Emdhap”, comentou.

Morador do Algodoal desde 1979, José Severino da Silva criou os seis filhos no bairro, sem nunca perder a esperança de ver a situação do seu imóvel regularizada. Ele confirmou que agora possui segurança para continuar ajudando na criação da família que cresceu e hoje conta com 23 netos e 17 bisnetos.

Embora ainda não tenha acabado de construir a casa onde mora com o marido, Margarida Quitéria da Silva era uma das mais felizes durante a cerimônia desta manhã. “Esperei 36 anos por esse momento”, destacou a moradora.

Read Previous

Deputada Bebel cobra segurança nas escolas estaduais de Piracicaba

Read Next

Sindicatos firmam parceria inédita para receber currículos de pessoas em busca de oportunidade de trabalho nas indústrias do setor metal-mecânico de Piracicaba

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.