Piracicaba permanece na categoria B no Mapa do Turismo Brasileiro

Classificação garante possibilidades de recursos para o setor provenientes dos Governos Federal e Estadual

O Ministério do Turismo divulgou o novo Mapa do Turismo Brasileiro, instrumento que reúne municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e identifica necessidades de investimentos e de ações para a promoção do setor em cada região. Neste ranking, Piracicaba foi mantida na categoria B, como reconhecimento pelo investimento realizado pela atual Administração no setor. A classificação garante acesso a financiamentos e recursos provenientes dos governos Federal e Estadual, além de consolidar a imagem da cidade como ponto turístico nacional. Para acessar o mapa do turismo brasileiro clique no link http://www.mapa.turismo.gov.br/mapa/init.html#/home

Os municípios são classificados de A a E no Mapa do Turismo. Esta categorização leva em conta o desempenho da economia no segmento, a partir da quantidade de estabelecimentos de hospedagens e de empregos, a estimativa de visitantes domésticos e internacionais e a arrecadação de impostos federais nos meios de hospedagens. Na categoria A figuram cidades que já se consolidaram como destinos turísticos internacionais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Curitiba.

A diretora de Turismo, Rose Massarutto, celebrou a manutenção de Piracicaba na categoria B, ressaltando que ela continua sendo reconhecida como município de interesse turístico pelo Governo Federal, uma posição privilegiada que garante a sua permanência na rede nacional de divulgação do turismo criada pela união.

“Com a manutenção da categoria B podemos continuar pleiteando recursos do Governo Federal para incremento do setor. Essa classificação também serve como referência para o próprio Governo Estadual, de onde podemos contar com o aporte de recursos para novos investimentos em Piracicaba”, frisou a diretora.

Para se manter na categoria B do mapa do turismo brasileiro, a Semdettur  – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, precisou comprovar que o município tem o turismo como política pública de desenvolvimento. ”Para isso apresentamos a entrega de documentos comprobatórios dos investimentos realizados no planejamento do turismo pela Administração pública da cidade, assim como o Plano Diretor de Turismo revisado e inventário dos atrativos e dos serviços turísticos locais”, explicou, Rose.

Read Previous

Raj Coalhadas recebe selo de Serviço de Inspeção Municipal

Read Next

1ª Moarp chega para reforçar potencial artístico do município

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.