Faleceu ontem o ex-deputado federal Mendes Thame

Thame também foi prefeito de Piracicaba

Morreu na manhã desta quinta-feira, dia 28, o ex-prefeito de Piracicaba e ex-deputado federal, Antonio Carlos de Mendes Thame, que tinha 75 anos de idade.

Thame deixa a esposa Nancy Ferruzzi Thame, ex-vereadora (2017-2020) e atual secretária da Sema – Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de Piracicaba, com a qual tem uma filha.

Formado em engenharia agronômica na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), curso que concluiu em 1969, Thame também fez curso de direito na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), graduando-se em 1971.

Thame também foi professor do departamento de economia e sociologia da Universidade Rural de Piracicaba, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Universidade de São Paulo), da Faculdade de Serviço Social de Piracicaba e do Colégio Luiz de Queiroz, além de assessor da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.

Ele concorreu, nas eleições de novembro de 1986, a uma cadeira de deputado federal constituinte na legenda do Partido da Frente Liberal (PFL).

Filiado desde 1989 ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), formado por dissidentes do PMDB, em outubro de 1990 concorreu à reeleição, assumindo novo mandato em fevereiro do ano seguinte.

Candidato vitorioso na disputa pela prefeitura de Piracicaba, também pelo PSDB, no pleito de outubro de 1992, Mendes Thame renunciou ao mandato na Câmara em 31 de dezembro daquele ano e exerceu o cargo de prefeito de 1993 à 1996.

Nas eleições de 1998, Mendes Thame candidatou-se a uma cadeira na Câmara, pelo PSDB, obtendo uma suplência, assumindo o mandato nesta condição, licenciando-se para assumiu a Secretaria de Recursos Hídricos, Saneamento e Obras do estado de São Paulo na gestão de Mário Covas (PSDB).

Deixou essa função em janeiro de 2001 retornou à Câmara e foi efetivado deputado federal.

Licenciou-se novamente do mandato e voltou ao cargo de secretário, cargo em que permaneceu até 24 de janeiro de 2002 quando reassumiu o mandato na Câmara dos Deputados.

Em outubro de 2002 reelegeu-se deputado federal.

Nas eleições de 2006 conquistou, pela quinta vez, uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Em 2014, Thame recebeu 106,6 mil votos em São Paulo, mas não foi eleito. No entanto, assumiu como suplente em diversas oportunidades, o mandato de Deputado Federal, na Legislatura 2015-2019, seu último mandato parlamentar.

O ex-deputado foi internado na manhã desta quinta-feira no Hospital Unimed após ter passado mal, onde teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

O velório aconteceu ontem, quinta-feira, na Câmara Municipal de Piracicaba e o sepultamento acontece hoje, sexta-feira, às 10h00, no Cemitério da Saudade, em jazigo da família.

Read Previous

Tribunal de Justiça suspende a cobrança da Zona Azul em Piracicaba

Read Next

No Brasil, pessoas com deficiência ainda não têm muito o que comemorar no Dia do Trabalho

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.