Em ofício, Prefeitura pede que Cetesb e PM Ambiental investigue mortandade de peixes

Em ofício, Prefeitura pede que Cetesb e PM Ambiental investigue mortandade de peixes

Divulgação João Bonato

Técnicos da Cetesb fizeram vistorias e não foram detectados vestígios ou indícios de eventuais fontes de poluição

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Defesa Civil, enviou ofício à Polícia Militar Ambiental (PMA) e à Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) relatando o ocorrido e solicitando providências sobre a mortandade de peixes verificada em dois pontos no rio Piracicaba durante o fim de semana, dias 07 e 08/05. Os órgãos estaduais são os responsáveis pela fiscalização em casos como esse.

A Polícia Militar Ambiental informou que verificou a ocorrência ontem, 08/05, após receber denúncia. A equipe foi até o distrito de Artemis vistoriar o local e deu ciência do caso à Cetesb. “A Cetesb é o órgão responsável por licenciar e fiscalizar Atividades Potencialmente Poluidoras, que é o caso em questão”, explica o capitão Helington Ilges da Silva, comandante da Polícia Ambiental na região de Piracicaba.

Técnicos da Cetesb percorreram ontem, 08/05, e hoje, 09/05, vários pontos, nos bairros Itaperu, IAA e Gran Park até a ponte de Ferro de Artemis. Eles avaliaram o teor de oxigênio dissolvido e temperatura e as medições mostraram boa qualidade da água do rio Piracicaba. Ainda segundo a Cetesb, alguns peixes em estado de decomposição foram encontrados, porém, não se observam mais espécies morrendo. Durante as vistorias realizadas, segundo o órgão, não foram detectados vestígios ou indícios de eventuais fontes de poluição. A Cetesb informou ainda que continuará as ações de fiscalização e controle, conforme a legislação.

Read Previous

Prefeitura adere à Campanha de Inverno 2022 da EPTV

Read Next

Parque do Engenho Central passa por pequenos reparos e limpeza

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.