julho 2, 2022

Alunos da Escola Estadual “Sud Mennucci” participam da retomada de projeto ambiental da Dedini

Foto: Mariana Modesto

A Dedini S/A Indústrias de Base aproveitou o mês dedicado ao meio ambiente para retomar seu projeto de visitas monitoradas, interrompido durante a pandemia de Covid-19. Destinado a estudantes de escolas da rede pública, o projeto tem como principal proposta apresentar as ações ambientais desenvolvidas pela empresa. Nessa nova edição, a visita, realizada essa semana, teve a participação de 32 alunos do 8º Ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Sud Mennucci.

Os estudantes conheceram o modelo ambientalmente correto de produção adotado pela empresa, o que inclui o reuso da água retirada do Ribeirão Guamium (que tem uso humano e industrial) e a manutenção de um viveiro sustentável de mudas nativas, construído com sucata e operado com água de coleta de chuva e energia produzida na empresa.

“O viveiro dá sustentação para o projeto de recuperação da mata ciliar da Microbacia do Guamium, parte integrante de um trabalho maior, o Projeto Água”, informa Igor Serra, do Departamento de Meio Ambiente da Dedini.

Ao trazer alunos da rede pública, de acordo com Serra, a proposta é mostrar a preocupação da empresa com o meio ambiente e influenciar positivamente os alunos, que acabam sendo multiplicadores dos conceitos apresentados.

Ao final da visita em que as crianças também conheceram a história da Fundição Dedini e dos metais, os alunos plantaram espécies nativas em área da empresa, sob a supervisão do Departamento de Meio Ambiente da Dedini, receberam camisetas e canecas do projeto, almoçaram e deixaram registradas, por meio de desenhos, as impressões da atividade.

Segundo a diretora da Escola Sud Mennucci, Márcia Aparecida Lima Vieira, os alunos retornaram à escola bastante motivados, relatando suas impressões. “O impacto da visita foi muito positivo. Eles não imaginavam que uma empresa desse porte desenvolvesse ações tão relevantes para a proteção do meio ambiente”, diz.

Segundo Márcia, esse tipo de visita é muito importante, porque amplia a percepção dos alunos sobre o que acontece de positivo na comunidade e dá a eles um sentido novo sobre os projetos desenvolvidos dentro da escola. Um deles, tocado por essa turma, é a horta suspensa, que tem entre suas propostas produzir vegetais que serão incorporados à merenda.

Acompanharam os alunos da ‘Sud Mennucci’ na visita o coordenador da área de Ciências da Natureza e Matemática, Guilherme Scarassati Martins, e uma das professoras de Ciências do Ensino Fundamental, Alessandra Beatriz da Silva Messias.

ÁGUA – Em 2001, ano em que a Fundição Dedini começou a ser construída, o Conselho e a diretoria da empresa, com o apoio da Fundação Mario Dedini, decidiram pela implementação de um projeto ambiental, tendo em vista o que se projetava em termos de capacidade produtiva: até 40 mil toneladas/ano e peças de até 45 toneladas.

Desde então, com várias ações, o Projeto Água conseguiu reduzir 29,5% o volume de água captada do Ribeirão Guamium, sendo que o reaproveitamento ou reuso dessa água usada na produção chegou a 99%. No mesmo período, a empresa deixou de gerar/lançar 142.500 m³/mês de efluentes.

Outras ações contempladas incluem o reflorestamento de áreas que compõem a Microbacia do Guamium e a adequação e melhoria da ETA (Estação de Tratamento de Água).

Hoje, com as instalações modernas e os processos e equipamentos dimensionados para a melhoria dos sistemas de gestão da qualidade e do ambiente, a Fundição Dedini é uma importante referência no mercado de fundição, tanto no Brasil quanto no exterior.

Read Previous

Atletas de Santa Maria da Serra vão jogar a Liga Paulista de Futsal sub 17

Read Next

BAEP 10 captura mais um foragido da Justiça em Piracicaba

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.