Conferência Municipal de Saúde apresenta reivindicações e balanços

Conferência Municipal de Saúde apresenta reivindicações e balanços

Retomada das cirurgias, maior agilidade para a entrega dos resultados de exames, aumento da oferta de atendimento domiciliar e mudanças pontuais na estrutura física de algumas Unidades Básicas de Saúde são as principais reivindicações apresentadas pela população em reuniões preparatórias feitas nas unidades para serem apresentadas na Conferência Municipal de Saúde realizada nesta segunda-feira na Câmara Municipal.

Com a participação do secretário de Governo Clovis Vaz Filho, que representou o prefeito Thiago Silva; da diretora do Centro de Planejamento  da DRS X, Érica Pedronetti; da secretária municipal de Saúde, Carolina Figueiredo; do presidente do Conselho Municipal de Saúde,  Donato Di Lernia, do vereador Adriano Vitor e do secretário adjunto de Saúde de Praia Grande, José Isaías Costa Lima, que falou sobre a importância  da atenção primária de saúde, a conferência apresentou resumo de importantes ações realizadas ao longo do ano pela pasta.

“Exercer por um período a função de secretário da saúde de São Pedro foi uma das experiências mais gratificantes que tive em muitos anos de vida pública”, destacou Vaz Filho,que durante um período assumiu interinamente a pasta da Saúde. Ele ressaltou o fato da saúde de São Pedro ter se tornado referência na região e a importância de eventos como a Conferência. “É um instrumento muito relevante e democrático, que junto à dedicação de toda a equipe da Saúde significa mudança efetiva na vida das pessoas que utilizam o SUS”.

 EQUIPE DEDICADA –  A secretária de Saúde e Desenvolvimento Social também destacou a dedicação da equipe. “Ao longo do ano foi preciso remodelar e resenhar alguns fluxos diversas vezes. O que buscamos é a proximidade com a população e a adoção de medidas que garantam saúde para todos”.

Entre os dados apresentados pela secretária estão alguns números do Avança Saúde, programa criada com o objetivo de reduzir drasticamente as filas de exames, consultas e outras ações da pasta. “Nos últimos 60 dias foram realizados aproximadamente 4.000 ultrassons e angiografia em mais de 100 pacientes, só para citar alguns exemplos e essas ações foram realizadas com recursos do município”

“É gratificante ver o processo de consolidação do SUS no município ao longo dos anos. Percebemos uma evolução na rede e São Pedro vem galgando um espaço regional ao capilarizar alguns serviços, além de poder oferecer cirurgias eletivas com a reestruturação da Santa Casa”, disse a diretora do Centro de Planejamento da DRS X, Érica Pedronetti.

O presidente da Comissão Municipal de Saúde falou sobre os planos para os próximos anos, como as reuniões mais freqüentes para ouvir a população nas Unidades Básicas de Saúde. “Juntos podemos fazer muito pela saúde de São Pedro”.

ESCALADA – A escalada em relação à qualidade da saúde foi destacada pelo vereador Adriano Vitor.  “A equipe faz toda a diferença e percebemos que a saúde mudou de patamar. O prefeito Thiago Silva é muito sensível a esta questão e os vereadores não tem se furtado a aprovar temas sensíveis à saúde”.

 Mestre em direito da Saúde e secretário adjunto de Saúde em Praia Grande, cidade com 335 mil habitantes, José Isaías Costa Lima, fez uma palestra que destacou a importância da atenção primária, com foco em cuidados e prevenção de doenças. “São Pedro tem uma excelente estrutura.  Uma atenção primária fortalecida e agentes comunitários de saúde valorizado são ações que ajudam a cuidar da saúde e da vida”.

REIVINDICAÇÕES ATENDIDAS – A secretária de Saúde destacou também que todas as reivindicações solicitadas pela população nas reuniões serão atendidas. “As cirurgias foram retomadas; a troca da empresa responsável pelo laboratório de análises clínicas vai agilizar os resultados; mais um profissional para atendimento domiciliar foi contratado e vamos aumentar a oferta de atividades como terapia ocupacional e outras terapias, além de oferecer atendimento de nutricionista, psicólogo e psiquiatra, com maior carga horária”. Outra solicitação atendida referem-se às estruturas físicas das unidades, que devem ser realizadas no início do próximo ano.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta