Termo de cooperação do Movimento “Amo a Serra” foi assinado pelos Prefeitos de Torrinha e Santa Maria da Serra

Termo de cooperação do Movimento “Amo a Serra” foi assinado pelos Prefeitos de Torrinha e Santa Maria da Serra

Nesta quarta-feira, dia 30, foi assinado no Centro Comunitário de Santa Maria da Serra, um termo de cooperação entre às cidades Torrinha e Santa Maria da Serra, referente ao movimento Amo a Serra, que une às cidades, através de suas autoridades e lideranças, por essa importante causa.

Os Prefeitos de Santa Maria da Serra, Josias Zani Neto (Cidadania) e Torrinha, Rene Blumer (PL), Vereadores de ambas as cidades, diretores de Departamentos Municipais, o jornalista e apresentador Carlos Nascimento, idealizador do movimento, militares do Corpo de Bombeiros de Piracicaba, São Pedro e Brotas, entre outras autoridades estiveram presentes.

O movimento Amo a Serra foi idealizado pelo jornalista Carlos Nascimento, dono de uma propriedade rural localizada na divisa dos municípios onde mantem o cultivo de café e criação de gado.

Primeiro a fazer uso da palavra, o prefeito Zani destacou a importância do projeto, que visa ter um olhar mais atento às questões da preservação da serra e assim evitar incêndios na mesma.

“Precisamos combater os incêndios logo no começo, evitando que eles aconteçam, conscientizando à população. Temos que trabalhar sempre com visão global, mas com foco local e nossa administração tem atuado nesse sentido. Se queremos mudar o mundo devemos começar nas cidades onde vivemos e essa união entre nossas cidades é muito importante para isso, sempre contando com o apoio da comunidade e das autoridades”, disse.

Em seguida, o prefeito Rene Blumer fez uso da palavra e destacou que todos estão unidos em um mesmo objetivo.

“Estamos todos aqui com um objetivo muito claro, que é um olhar para uma causa importante, a preservação de nossa fauna e flora, idealizado pelo jornalista Carlos Nascimento, que tem também essa preocupação. Esse projeto Amo a Serra e essa parceria que estamos fazendo entre nossos municípios, tenho certeza que é o inicio de algo muito produtivo para esse objetivo de preservação e contenção de incêndios, que tem também uma outra vertente importante, que é a conscientização. A partir desse termo de cooperação vamos avançar juntos nessa questão”, disse Blumer.

O jornalista Carlos Nascimento destacou que um projeto dessa natureza tem que ser feito com muito amor.

“Quando se faz um projeto como o Ame a Serra, temos que fazer isso com a consciência e com o coração. Tem que ter amor, pela natureza, pelos animais, pelas propriedades, pelas pessoas. Eu moro aqui há um ano e meio e amo esse lugar. Eu nunca esperei que conseguíssemos unir duas cidades, que são fundamentais nessa história. Eu venho aqui desde muito pequeno, meus avós sempre viveram em Piracicaba e íamos para Dois Córregos de trem, passava aqui na estação de Torrinha. Desde pequeno eu me encantava com a serra, depois meus pais se separaram, um morava em Jaú e outro em Piracicaba e a vida inteira passava aqui. Depois pensamos em ter um sitio eu e minha esposa e ela disse que queria um lugar frio e acabamos comprando aqui. Fazemos parte da comunidade de vocês, gostamos daqui. Minha primeira professora de geografia, Selma Cury também era daqui, ela ia a Dois Córregos dar aulas de geografia e ensinava sobre serras, falando dessa serra, a  minha segunda professora dona Nadir Golinelli, da mesma forma, sempre falando da serra.  E hoje eu conheço bem essa serra. Então me sinto bem a vontade falando desse movimento e fazendo parte dele”, falou o jornalista, destacando a importância da serra e das riquezas naturais como um patrimônio das cidades e da região.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Piracicaba, Tenente Beraldo, também fez uso da palavra, destacando que a união entre as duas cidades é algo inédito em seus 20 anos de carreira e que isso é extremamente positivo.

“Em 20 anos de carreira, nunca vi uma reunião como essa, porque sempre existe aquela disputa, isso sempre traz prejuízos e essa união entre as cidades para melhorar e buscar soluções para os problemas é muito importante. Isso aqui que acontece hoje é muito positivo. Precisamos ter um mapeamento de áreas para buscar água, para poder conter em caso de incêndios, vias de acesso, entre outras informações, isso tudo ajuda muito, além da questão da prevenção. Sozinhos não conseguimos combater essa questão, apenas com essa união tenho certeza que teremos bons resultados”, disse.

A responsável pelo Setor de Meio Ambiente de Santa Maria da Serra, Alisangela Spigolon apresentou detalhes sobre como vai funcionar o movimento.

“Com certeza esse momento, que é simples, tem uma responsabilidade incrível para cada um de nós. Com essa união com certeza teremos uma nova realidade para nossa serra. Vamos buscar agora ferramentas para desenvolver esse trabalho, através da união entre as duas cidades. Nossa ideia é ter um plano de respostas rápidas, através de uma estrutura”, disse ela.

A diretora do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente, de Torrinha, Beatriz Sousa Savio, destacou que a cidade tem feito ações, que serão reforçadas com essa nova  parceria.

“Em nome do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente estamos aqui nessa importante parceria. Trabalhamos para formalizar à Defesa Civil em nosso município, para que isso acontece, será encaminhado um projeto de lei para a Câmara e isso vai ser muito importante. O termo de cooperação foi levado à Casa Militar e tenho certeza que as cidades unidas terão ainda mais força nessa luta. Temos 80% de nossa área como APA – Area de Preservação Ambiental e além da questão do fogo, queremos trabalhar a preservação ambiental de uma forma geral e isso é muito importante”, disse ela.

O site do movimento é https://amoaserra.com.br/

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta