Trecho de canteiro e praças da Avenida Armando de Salles Oliveira é adotado pela Construtora Paiaguá

Trecho de canteiro e praças da Avenida Armando de Salles Oliveira é adotado pela Construtora Paiaguá


A Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), celebrou parceria com a empresa Paiaguá Loteamentos, por meio do Programa Adote uma Área, conforme Decreto nº 17.742/2019, para manutenção e implantação de paisagismo no canteiro central da avenida Armando de Salles Oliveira, no trecho entre a ponte Irmãos Rebouças e a rua XV de Novembro.

Além do canteiro central, a Paiaguá também cuidará das praças Rotary, Allan Kardec, Dr. João Baptista Ferraz de Toledo, Byalistok e Roberto Nobre Ferraz, que ficam nesse trecho. Todos os trâmites foram concluídos e o projeto foi aprovado pela Comissão de Adoção de Áreas Públicas da Sedema.

Entre os serviços de responsabilidade da adotante, estão corte de grama, podas de condução em todas as plantas (exceto árvores), controle de pragas e doenças e adubação, além da revitalização da praça Allan Kardec e implantação de paisagismo no canteiro central. Uma vez adotada a área, a Prefeitura permite a instalação de anúncios de cooperação (placas), referentes à adoção.

A Paiaguá Loteamentos foi fundada em 1975. Projeta, implanta, vende e administra empreendimentos imobiliários em Piracicaba e região, com atuação em 14 municípios.

O secretário interino da Sedema, Alex Salvaia, afirma que a adoção de espaços públicos por empresas privadas é importante, por representar um bem para toda a comunidade. “Esta iniciativa é louvável e deve servir de incentivo a outras empresas e pessoas físicas. Do mesmo modo que cuidamos da nossa casa e do nosso quintal, temos também que cuidar da cidade em que moramos, melhorando a qualidade de vida da população”, disse.

Segundo Marcos Rodrigo Camossi, diretor de Engenharia e Obras da Paiaguá, essa parceria com a Prefeitura é uma forma de mostrar que é necessário cuidar melhor das áreas verdes e a empresa cumpre, dessa forma, o seu papel socioambiental. Ele ressalta que a mobilidade urbana pode se tornar mais agradável e menos estressante quando se tem um local com infraestrutura, canteiros arborizados e bem cuidados. “Foi esse o jeito que achamos para retribuir todo o carinho que recebemos da cidade e do povo piracicabano”, completou Camossi.

Para adotar: Para adotar uma área, o interessado deve formalizar a solicitação em requerimento padrão, acompanhado de croqui de localização e fotografias da área a ser adotada e cópia simples de alguns documentos. No caso da pessoa física, é preciso o documento de identidade do adotante; documento de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e comprovante de residência.

Se a pessoa é jurídica, será necessário o contrato social da empresa, estatuto social ou documento similar de sua constituição; documento de inscrição no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas), e RG e CPF do representante legal.

Para adoção de áreas públicas com projeto técnico específico, além dos demais documentos exigidos, deverão ser apresentados um memorial descritivo e cronograma de execução das ações propostas; planejamento de manutenção da área; projeto de intervenção paisagística, de reflorestamento, de instalação de mobiliário urbano, entre outros documentos, a critério da Comissão de Análise, e anotação de responsabilidade técnica, devidamente quitada.

Serviço: Mais informações sobre as regras do Adote uma Área podem ser obtidas com Cláudia Nogueira (3403-1205) e Juliana Gragnani (19) 3403-1368, na Sedema.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta