Santa Casa forma mais uma turma do Programa Jovem Aprendiz

Realizado em parceria com o Senac Piracicaba, programa já acolheu mais de 300 jovens

A Santa Casa de Piracicaba entregou para mais uma turma de jovens aprendizes o certificado de concluintes do Programa Jovem Aprendiz, implantado pelo Núcleo de Gestão de Pessoas com acompanhamento do Nadep (Núcleo de Aprimoramento e Desenvolvimento de Pessoas) do Hospital, em parceria com o Senac Piracicaba.

O programa, que foi implantado em 2011 na Instituição e já acolheu mais de 300 jovens nesses dez anos de funcionamento, sendo uma parcela significativa deles efetivada como funcionários da Santa Casa.

Os concluintes atuaram por um ano e meio em setores do Hospital sob a orientação e acompanhamento direto de gestores e lideranças que os acolheram com a missão de proporcionar-lhes vivências organizacionais que resultem no seu amadurecimento pessoal e crescimento profissional.

O gestor de pessoas Ricardo Fedrizzi salienta que o programa recebe um olhar diferenciado do Hospital devido à oportunidade de desenvolver esses jovens  como pessoas e profissionais que, em breve,  serão inseridos no  mercado de trabalho. “A Santa Casa vê com muita responsabilidade a oportunidade dada a esses jovens para que possam dar início à construção de uma carreira”, disse.

O provedor João Orlando Pavão revela que pôde acompanhar a atuação de alguns aprendizes em empresas nas quais já trabalhou e percebeu claramente o processo de crescimento e amadurecimento desses jovens devido à troca de experiência e ao crescimento pessoal e profissional que o programa proporciona. “Esse é o foco do nosso trabalho: transformar aprendizes em bons profissionais”, enfatiza.

Fedrizzi revela que o programa é um trabalho conjunto, que começa no Recrutamento e Seleção e passa pela Medicina do Trabalho e Gestão de Pessoas, sob a coordenação do Nadep, que é o Núcleo de Aprimoramento e Desenvolvimento de Pessoas. Ele lembra que, no encerramento deste ciclo do programa, oito jovens aprendizes foram certificados, sendo três efetivados como funcionários da Santa Casa.

De acordo com a coordenadora do Nadep, Giovana Granato Frank, a presença dos jovens traz leveza, alegria e entusiasmo aos setores do hospital. “São os profissionais que atuarão no mercado, nos mais variados seguimentos. A Santa Casa representa para o jovem a oportunidade de desenvolver a maturidade profissional, no qual adquirem força, determinação e capacidade para crescer”, disse. Segundo ela, o programa Jovem Aprendiz deixa um legado social positivo na vida desses jovens e da própria Instituição.

A coordenadora do Servido de Nutrição e Dietética, Claudenice Sterde, por sua vez, lembra que, independentemente do setor no qual trabalhou, a vivência no Hospital permite que esses jovens desenvolvam valores, postura, ética e habilidade para a comunicação entre pessoas e setores. “Essa é uma oportunidade de aprendizagem”, disse.

Para a enfermeira coordenadora do Saúde Inteligente do Santa Casa Saúde, Terezinha Queiroz de Carvalho, trabalhar com jovens aprendizes  facilita a abertura de portas no mercado de trabalho devido à vasta experiência de trabalho adquirida na Santa Casa e que poderá ser evidenciada no currículo destes jovens e nas entrevistas de trabalho.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta