Projeto RespirAr vai monitorar pacientes da Covid com objetivo de evitar internações em UTIs

Projeto RespirAr vai monitorar pacientes da Covid com objetivo de evitar internações em UTIs

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), lançou o Projeto RespirAr, que tem por objetivo diagnosticar e, com medidas práticas, diminuir a mortalidade de pacientes considerados do grupo de risco com Covid-19, além de descentralizar o atendimento.

A iniciativa começa a ser executada a partir da próxima segunda-feira, dia 19.

O projeto consiste em conscientizar a população sobre a hora certa de buscar atendimento médico para a Covid-19 e monitorar, nas 51 USFs (Unidades de Saúde da Família), a oxigenação dos pacientes que testarem positivo para a doença, visando evitar casos graves que necessitem de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

O RespirAr vai evitar que a chamada hipóxia silenciosa ocorra, diagnosticando quando a saturação de oxigênio nos órgãos do paciente comece a ser insuficiente sem ele apresentar falta de ar. Desta forma, a assistência médica começa antes do quadro clínico agravar.

“Este projeto tem a finalidade de descentralizar o diagnóstico da Covid por meio do teste rápido do antígeno, colhido por swab nasal nos primeiros dias de sintomas e que fica pronto em 20 minutos e o atendimento dos pacientes nas UFSs. Foi elaborado um fluxograma prático com a finalidade de acompanhar esses pacientes positivos com oximetria de pulso que detecta a hipoxemia silenciosa, responsável pela maioria das internações em UTI”, explica o infectologista Hamilton Bonilha, um dos idealizadores da iniciativa, que conta com execução da equipe da Atenção Básica de Saúde e atuação do secretário de Saúde, Filemon Silvano, e do subsecretário Augusto Muzilli Junior.
Cerca de 10 mil testes rápidos de antígeno, doados pela Klabin, Caterpillar e CNH (Case) à Prefeitura de Piracicaba, chegam nesta semana e serão usados para iniciar o projeto. A previsão é que sejam realizados 17.590 testes em abril.

A orientação é que, a partir de segunda-feira, dia 19, durante os dias de semana, as pessoas com sintomas da Covid-19 procurem uma USF no período da tarde, das 13h00 às 17h00, algumas unidades funcionam até as 16h00, de acordo com o horário de atendimento de cada unidade (http://saude.piracicaba.sp.gov.br/atencao-basica/psf/).

Aos fins de semana, todos os pacientes com sintomas respiratórios devem continuar se dirigindo até a COT (Central de Ortopedia e Traumatologia), que atende 24h, como porta de entrada para pacientes Covid.

Ao chegar na USF, será feito o teste da Covid nos pacientes com sintomas. Se for positivo, a oxigenação já será aferida, o paciente terá o quadro clínico avaliado por meio de exames e seguirá para acompanhamento médico.

Nos próximos dias, o paciente deverá retornar à UFS para acompanhamento da oxigenação e quadro clínico.

Caso necessário, será feito o encaminhamento para a COT, referência no atendimento de pacientes com Covid-19 junto às UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Piracicamirim e Vila Rezende.
De acordo com o subsecretário Augusto Muzilli Junior, o acompanhamento dos pacientes nas UFSs será em horário marcado e período reservado exclusivamente a casos de Covid-19, sempre com uso de máscara. Os profissionais da saúde estarão ainda munidos de todo o EPI (Equipamento de Proteção Individual) necessário.

“Vai ser uma força-tarefa regulada, concentrada, um serviço bastante diferenciado e acredito que vamos ter um resultado espetacular”, afirma.

O secretário de Saúde, Filemon Silvano, pede que a população colabore e participe do projeto.

“Vai ser uma excelente ferramenta que vamos disponibilizar à população para descongestionar as unidades-referência para Covid-19 no município. Com essa triagem prévia, fica mais fácil diagnosticar precocemente os casos positivos e fazer um acompanhamento mais próximo. Assim, peço a colaboração da população para, testando positivo, participar do projeto, porque, não só no nosso município como em todo país, temos uma previsão muito ruim de mortes para este mês”, comenta.

Para a execução do projeto, a Secretaria Municipal de Saúde realiza treinamentos com os profissionais que compõem a Atenção Básica do município.

Na segunda-feira, dia 12, o funcionamento do projeto e demais orientações foram apresentados à equipe de enfermagem.

Já na terça-feira, dia 13, foi a vez da equipe médica.

A rotina de atendimento para outras doenças nas 51 USFs vai ocorrer no período da manhã, incluindo as vacinas de rotina e contra a Covid-19 de seus territórios.

Os atendimentos odontológicos nas USFs serão suspensos no período da tarde e os profissionais da odontologia participarão da testagem rápida e do monitoramento dos pacientes Covid.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta