Prefeitura vai implantar novo sistema de gestão de ecopontos: o Ecopira

Projeto prevê a iluminação e instalação de câmeras e sistema hidráulico com caçambas para depósito dos resíduos nesses espaços

A Prefeitura Municipal se prepara para iniciar o processo licitatório visando a implantação do projeto de Sistema de Ecopontos batizado como Ecopira. A iniciativa, considerada como uma das principais ações de planejamento estratégico da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), prevê a implantação de um novo modelo de gestão para resíduos sólidos no município. No início desta semana, o deputado estadual Roberto Morais anunciou a liberação de uma emenda de sua autoria no valor de R$ 1.050 milhão para a implantação deste projeto.

O projeto prevê a iluminação e instalação de câmeras de segurança nos ecopontos, assim como a construção de platôs que facilitem acesso para descarga de resíduos pesados, a aquisição de um caminhão com sistema hidráulico com caçamba de 39m³ e mais 14 caçambas de 39m³no sistema Roll On (as caçambas Roll On são transportadas por caminhões que movimentam a carga pelos seus próprios meios com mais rapidez e eficiência).

Marcos Kamogawa, secretário da Sedema, comentou que atualmente os resíduos sólidos são depositados em pilhas, que permanecem acumuladas na área dos ecopontos, até recolhimento e transporte para área de disposição final. “Este modelo tem um aspecto visualmente desagradável, aparentando ser um lixão, e o acúmulo de material volumoso como galhos e restos de podas estão sujeitos a incêndios ou atos de vandalismo, como temos presenciados nos últimos meses”, frisou o secretário.

Com a implantação do novo modelo de gestão, o descarte acontece quando o usuário deposita seus resíduos diretamente em caçambas do sistema Roll On. Quando cheias, o conteúdo é removido num caminhão com sistema hidráulico, específico para este tipo de transporte, até o destino final.

“A logística do processo ficará mais ágil, pois hoje a Sedema não possui caminhões suficientes para fazer o transporte das quase 50 mil toneladas de resíduos acumulados por ano em Piracicaba”, disse Kamogawa.

Entenda:  Os ecopontos são equipamentos destinados à entrega voluntária de pequenos volumes de resíduos sólidos (até 1m³) por pessoa/dia. Eles estão preparados para receber resíduos da construção civil e materiais volumosos como móveis, poda de árvores, além de papelão, papéis, metal e plástico. Em Piracicaba existem 7 Ecopontos ativos, distribuídos nos bairros Mário Dedini I e II, Monte Rey, Bosque dos Lenheiros, Jardim Oriente, Ártemis e Santo Antonio.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta