Prefeitura promove inclusão e celebra Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Prefeitura promove inclusão e celebra Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Comemorada no dia 3/12, amanhã, data estimula reflexão; Administração oferece diversas atividades para o público-alvo

Reflexão e inclusão. São esses os propósitos do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, comemorado amanhã, sexta-feira, 3/12, e instituído pela Organização das Nações Unidas em 1992. A Prefeitura de Piracicaba disponibiliza uma série de atividades gratuitas para as pessoas com deficiência no município, além de oferecer diversos serviços. Neste ano, somente em parcerias com Organizações da Sociedade Civil, foram investidos mais de R$ 2,6 milhões (leia abaixo).

Um dos exemplos de atividades é o Projeto Clarear, realizado pela Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam). O programa inclui atividades físicas, esportivas e de lazer destinadas a pessoas com deficiência física, sensorial, intelectual e múltipla de todas as faixas etárias.

Atualmente, o Clarear realiza aulas recreativas, esportivas e cognitivas no Parque do Piracicamirim, em três horários: segundas-feiras, às 8h30 e às 16h, e quartas-feiras, às 16h. Coordenada pelo professor Clevis Spada, a iniciativa também possui aulas de natação, que acontecem no Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo, de segunda a sexta-feira, das 13h45 às 15h45, e nas quartas e sextas-feiras, das 8h30 às 10h45. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo telefone (19) 3403-2648 ou diretamente no local e horário das aulas com os professores responsáveis.

“Nas atividades recreativas, temos como objetivo central proporcionar momentos de cooperação e diversão para os alunos por meio de atividades com bolas e jogos de mesa, entre outros materiais. Nas atividades esportivas, trabalhamos habilidades e capacidades dos esportes, quando necessário com adaptações para que todos possam vivenciar os exercícios. Já nas atividades cognitivas, sempre respeitando as habilidades de cada aluno, instigamos o raciocínio com jogos, como dama e dominó. Na natação, o trabalho desde a iniciação até os nados específicos valorizam o repertório motor de cada aluno”, falou a professora Márcia Fabiana.

Pessoa com deficiência intelectual, Felipe Mateus de Melo Santos, 24, é aluno do programa há quase uma década. No período, apresentou evolução no desenvolvimento físico e intelectual, como relata a mãe Maria Francisca. “A minha vida é cuidar dele. Vi como melhorou a coordenação dele, o desenvolvimento motor. Isso sem contar que o Felipe era ‘danado de sacudido’ e agora é mais calmo”, disse, antes de se emocionar. “Ele era uma criança rejeitada, não pela família, mas fora. Para uma mãe, vê-lo mais sociável faz a maior diferença do mundo. Fico emocionada. É a alegria por termos ido atrás de tantas coisas e ver que conseguimos os resultados”, falou.

O aluno André Florêncio, 49, é o “veterano” do Clarear: são mais de 30 anos participando de todas as atividades. O contador Anderson ressalta o tratamento recebido pelo irmão. “São muitas atividades para as pessoas com deficiência, como o desenvolvimento motor, e o programa também atende as necessidades que ele tem de manter uma interação social. Faz bem para o condicionamento físico e mental. Sem essas atividades, o André ficaria em casa e isso seria bastante complicado. No projeto da Prefeitura ele se sente incluído”, destacou.

Colega de aula de André, Ezequias de Souza Dias, 29, tem síndrome de down. No Clarear, ele é ativo nas aulas de natação e no Parque do Piracicamirim. A mãe, Ionete, diz que coleciona os benefícios que o programa trouxe para o filho. “São muitos! As aulas têm utilidade muito boa, meu filho se desenvolveu muito e adora vir. É bom para ele, os próprios médicos recomendam, e funciona como uma terapia, acho muito saudável. Percebi nesse tempo todo que ele superou muitos dos limites que ele tinha. Um deles é a capacidade de se concentrar, algo que era bem difícil”, contou.

MELHORIAS – A Selam participará de uma série de eventos engajados com o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. No sábado, 04/12, a Pasta marca presença no Avistar de Portas Abertas, instituição sem fins lucrativos que visa promover a inclusão social da pessoa com deficiência visual. Na próxima terça-feira, 7/12, a secretaria realiza o 1º Seminário de Atividade Motora Adaptada – Encontro de Profissionais de Educação Física. O evento, que é aberto ao público e direcionado aos profissionais que trabalham com pessoas com deficiência, acontece das 14h às 17h, no Ginásio de Esportes do Sesc Piracicaba (rua Ipiranga, 155, Centro).

Já nos dias 8 e 9/12, a secretaria irá a Brasília (DF) e participará de reuniões na Câmara dos Deputados e no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O expediente na capital inclui ainda uma visita ao MEC (Ministério da Educação) e um encontro com representantes da diretoria de políticas de educação bilíngue de surdos. O objetivo da viagem é trazer para Piracicaba um curso de capacitação em libras para profissionais de educação física.

ATUAÇÃO – A Prefeitura de Piracicaba atua no atendimento das pessoas com deficiência em diferentes serviços, tanto gerais como exclusivos para este público. Em parceria com Organizações da Sociedade Civil, há instituições que executam serviços de Centro Dia para pessoas com deficiência mental e múltipla (Apae, Passo a Passo, Associação Presbiteriana e Centro de Reabilitação de Piracicaba) e também para pessoas com transtorno do espectro autista (Auma) e serviços de habitação e reabilitação para pessoas com deficiência visual (Avistar), auditiva (Apaspi) e para pessoas com síndrome de down (Associação Síndrome de Down Espaço Pipa).

Também existem serviços de atendimento em domicílio na proteção social básica e na especial (ambos executados pela Afascom) em que as pessoas com deficiência são público-alvo. Neste ano, para estas parcerias, foram investidos mais de R$ 2,6 milhões, o que representa 9% do valor do montante de recursos do Fundo Municipal de Assistência Social, destinados às Organizações da Sociedade Civil que celebram parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) para execução de serviços socioassistenciais no município. Além destes serviços, as pessoas com deficiência também são atendidas por serviços gerais como o Cras e a Equipe Volante, que os encaminham para políticas públicas e também para o recebimento de benefícios, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta