Preços de insumos explodem e devem impactar negativamente na nova tarifa do transporte público em Piracicaba

Anuncio da nova tarifa será feito ainda em dezembro para valer a partir de janeiro de 2022


Em meio à alta nos preços dos insumos, a Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semuttran – Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes, realizou levantamento sobre o impacto financeiro sofrido no transporte público.


“Estamos há mais de dois anos com a tarifa a R$ 4,80, neste período todos os itens que a compõem sofreram reajustes. O diesel, por exemplo, somente neste ano, teve alta em torno de 65%”, lembra a responsável pela Semuttran, Jane Franco Oliveira.

Com a alta dos insumos, a tarifa do transporte coletivo tem sido amplamente discutida por vários municípios. A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) se mobilizou para pedir apoio ao Governo Federal para que repasse, pelo menos, o valor que corresponde às gratuidades do serviço disponibilizado para os idosos.

É importante lembrar que, para manter o serviço, a Prefeitura faz o subsídio do transporte coletivo e o custeio dos descontos e gratuidades, como 100% para idosos 60+, para pessoas com deficiência e para aposentados por invalidez e 50% para estudantes.

A Prefeitura estuda alternativas para que o reajuste tenha o menor impacto possível para o usuário.

O novo valor deve ser anunciado ainda neste mês e deverá entrar em vigor a partir de 1º de janeiro.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta