Deputada Professora Bebel visita e destina R$ 100 mil para o Hospital Ilumina de Piracicaba

Deputada Professora Bebel visita e destina R$ 100 mil para o Hospital Ilumina de Piracicaba

Parlamentar anunciou que buscará novos recursos para o hospital implantar também o tratamento do câncer de pulmão

A deputada estadual Professora Bebel (PT) destinou R$ 100 mil ao Hospital Ilumina, que trabalha na prevenção e tratamento do câncer e pretende buscar novos recursos, através de parcerias com deputados federais do seu partido para ajudar a implantar o setor de tratamento de câncer de pulmão. A doação foi oficializada na sexta-feira, 04 de junho, quando a deputada esteve visitando o hospital. Na oportunidade a parlamentar foi recebida pela idealizadora e atual presidente do Conselho Fiscal do Ilumina, a médica Adriana Brasil, e pela coordenadora de projetos da instituição, Vânia Mariano.

Os R$ 100 mil destinados é fruto de emenda parlamentar da deputada ao orçamento estadual deste ano, que de acordo com Adriana Brasil em muito ajudará a instituição que tem um custo para manutenção mensal de aproximadamente R$ 500 mil, sendo que 40% deste montante é bancado justamente com emendas parlamentares.

Bebel destaca que a escolha do hospital para a indicação de emenda estadual é em função do importante trabalho desenvolvido pela instituição, uma referência no tratamento do câncer que veio para complementar e agregar ao serviço prestado pelo SUS no município. “Por tudo isso, o importante trabalho deste hospital tem o apoio do nosso mandato popular na Assembleia Legislativa de São Paulo”, diz.

Adriana Brasil agradeceu muito tanto a visita como a doação e disse que o recurso ajudará tanto no custeio do hospital como para fazer a folha de pagamento. “É um orgulho muito grande receber a visita da deputada Bebel, que é uma referência de mulher e pode contribuir em muito na conscientização para a prevenção ao câncer”, ressaltou a médica.

O Hospital Ilumina, que foi criado com um recurso de R$ 28 milhões, fruto de ação civil pública movida pelo MPT contra a Shell-Basf, por contaminação química dos trabalhadores, população e solo, na região de Paulínia, desde 2019, quando entrou em funcionamento, tem desenvolvido um serviço tanto de tratamento como de conscientização da população, de acordo com a médica Adriana Brasil. O trabalho, segundo ela, já atingiu 475 mil pessoas conscientizadas, 128 rastreadas, realizou 54 mil exames e cuidou de 549 casos de câncer.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta