Deputada Professora Bebel critica Governador pelos pedágios na região de Piracicaba

Deputada Professora Bebel critica Governador pelos pedágios na região de Piracicaba

A concessão feita pelo governador João Doria (PSDB), das rodovias SP-304 e 308, que ligam, respectivamente, Piracicaba a São Pedro, Piracicaba a Charqueada e São Pedro a Santa Maria da Serra, que resultou na instalação de praças de pedágios na região de Piracicaba foi duramente criticada pela deputada estadual Professora Bebel (PT) durante a sessão da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, na noite desta última terça-feira, 26 de outubro. Para ela, a instalação de três praças de pedágios na região “é um grande absurdo que está prejudicando toda população, principalmente os trabalhadores que se deslocam diariamente para Piracicaba” e são obrigados a pagarem a tarifa para poderem circular pelas rodovias.

Com a concessão destas rodovias, foram instaladas praças de pedágios SP-308, que liga Piracicaba a Charqueada, em que os veículos de passeio pagam R$ 5,50, assim como entre Piracicaba a Águas de São Pedro e entre São Pedro e Santa Maria da Serra. Com a instalação destas praças de pedágios, a Bebel enfatizou que a região está sofrendo muito, porque boa parte da população de Charqueada, Águas de São Pedro, São Pedro e Santa Maria faz ponte com Piracicaba e tem que pagar a tarifa, encarecendo ainda mais o deslocamento que muitos fazem diariamente. “Um absurdo”, declarou.

É que quem passa pela rodovia, mesmo que apenas uma vez por dia em cada um dos sentidos, seja para trabalhar ou estudar, acaba desembolsando mensalmente, mesmo com o desconto progressivo de 5% nas tarifas, cerca de R$ 250,00, que no ano representa mais de R$ 3.000,00,  representando para um professor da rede estadual de ensino, por exemplo, valor superior ao que irá receber de 13º salário. Outro exemplo é muito claro, um morador de Santa Maria da Serra que precisar ir não importando o motivo até Piracicaba, desembolsa R$ 25,20.

A deputada lembrou também que Águas de São Pedro é uma cidade turística e que isso irá encarecer ainda mais a vida da população, além de o turismo sofrer um impacto em função da instalação das praças de pedágios. “Com certeza, Água de São Pedro terá um impacto inclusive nas diárias dos hotéis e pousadas, aumentando o custo de vida dos turistas e da população”, declarou. Para Bebel, isso é reflexo da política liberal do governador João Doria, que ataca todos os setores e prejudica, principalmente, a população de menor poder aquisitivo. “Esse governador veio pra nos largar na carcaça. Paramos o governador ou ele para todos nós, porque quem está trabalhando não irá mais subsistir”, disse.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta