Deputada Bebel cobra fornecimento de medicamentos de alto custo para as cidades da DRS-10 de Piracicaba

Deputada Bebel cobra fornecimento de medicamentos de alto custo para as cidades da DRS-10 de Piracicaba

A deputada estadual Professora Bebel (PT) está cobrando do governo do Estado de São Paulo a adoção de medidas visando restabelecer o fornecimento de remédios de alto custo à população de Piracicaba e cidades da região, representadas pela DRS-10. O pedido está sendo feito através de indicação protocolada na ALESP, nesta terça-feira, 06 de abril, em que a deputada cita a falta de diversos medicamentos que a população não está conseguindo na Farmácia de Alto Custo do município, colocando em risco o tratamento médico de pacientes que esteja em tratamento.

Segundo a parlamentar, os principais medicamentos que estão faltando na Farmácia de Alto Custo de Piracicaba são: Adalimomabi, atorvastatina de 10 e 20 mg, blinzolamida, bezafibra 400 mg, clopidoguel, dorzonamida, everolimo de 1 mg, etanercep de 50 mgh, galantamina de 16 mg, lucrortizona, lamotrigina de 100 mg, metotrexato comprimido, quetiapina de 25 mg, rizastgmina 18 e 9 mg adesivo, risteridona solução oral, sufalazina, timolol, umecridino, gosserrelina 3,6 mg e ácido ursodesoxicolico. A falta destes medicamentos, compromete o tratamento da população, principalmente dos pacientes que fazem uso contínuo.

No documento, a Professora Bebel ressalta que o seu mandato popular tem recebido reclamações da falta de medicamentos fundamentais para pessoas que possuem enfermidades crônicas, muitas delas letais em caso de descontinuidade do tratamento. “Entretanto, infelizmente, boa parte da população que faz uso contínuo desses medicamentos de alto custo não tem condições financeiras de adquiri-los com recursos próprios. Assim, torna-se necessário o imediato restabelecimento do fornecimento desses medicamentos nos postos de saúde credenciados, visando garantir a saúde e a vida da nossa população”, cobra.

De acordo com a deputada Professora Bebel, esta situação tem sido registrada principalmente na região de Piracicaba, atendida pela DRS -10, que abrange os municípios de  Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro. No entanto, a parlamentar cobra que o governo estadual se atente para resolver esse problema que, certamente, é estadual e que acaba prejudicando principalmente a população de menor poder aquisitivo, que não tem recursos para custear tratamento de saúde e depende da ajuda do Poder Público.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta