CCZ ministra palestras sobre animais peçonhentos

CCZ ministra palestras sobre animais peçonhentos

Ação retoma, gradativamente, atividades presenciais

Com foco na educação e conscientização, a Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zooneses (CCZ), realizou, no começo deste mês, palestras com a intenção de evitar acidentes com animais peçonhentos, com foco em escorpiões. As ações aconteceram de 5 a 9 de julho, sendo ministradas pelo orientador pedagógico e educador em saúde do CCZ Márcio José Sérgio Ermida, junto aos servidores da Semutri (Secretaria Municipal de Transportes Internos).

“Até ano passado, as nossas atividades estavam restritas por causa da pandemia, já que envolviam sempre grande número de pessoas, e aconteciam de forma online. Com a redução dos casos de Covid-19 na cidade, começamos a retomar nossas ações educativas de forma presencial, sempre respeitando as normas sanitárias vigentes, principalmente com o uso de máscara e álcool gel”, disse Márcio Ermida.

As palestras aconteceram em pequenos grupos nos refeitórios da oficina e do posto da Semutri, com a distribuição de panfletos, utilização de cartazes e duas amostras das espécies de escorpião mais comuns na cidade, a amarela e a marrom. Interessados em solicitar uma palestra em escola, comércio ou indústria, é necessário procurar o CCZ, pelo telefone (19) 3427-2400, e verificar a disponibilidade de agenda.

ACIDENTES – Segundo dados da Vigilância Epidemiológica (VE), no primeiro semestre deste ano foram registradas 524 ocorrências de picada de escorpiões na cidade. Mesmo sendo um indicador 24% menor ante o do ano passado – quando foram registrados 651 acidentes no período e 1.464 no ano de 2020, sem óbitos – é preciso reforçar a atenção da população para se evitar acidentes com estes animais.

SOCORRO – Em caso de acidente (picada) com escorpiões, a orientação é lavar o local com água e sabão, fazer compressa de água morna no local, procurar atendimento médico, imediatamente, em um pronto-socorro mais próximo do local da ocorrência. No caso de crianças até 10 anos de idade e idosos, devem ser encaminhados diretamente à Santa Casa de Piracicaba ou à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Cristina, que são referência na cidade neste tipo ocorrência.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta