Bebel destaca desprezo de Doria com os aposentados e pensionistas

Bebel destaca desprezo de Doria com os aposentados e pensionistas

Para a deputada estadual Professora Bebel (PT), de forma cruel e inaceitável, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) deu uma explicação “totalmente estapafúrdia e desonesta sobre o confisco salarial de aposentados e pensionistas”,  no programa Canal Livre da TV Bandeirantes, neste último domingo, 9 de janeiro.  Bebel, que também é presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), diz que quando questionado sobre o assunto, Doria disse “lamentar” que pessoas tenham aposentadorias menores do que desejariam ou mereceriam, mas que “entre isso e ter pessoas morrendo de fome, eu prefiro que essas pessoas que estão com fome tenham renda e tenham a possibilidade de sobreviver.”

A deputada estadual Professora Bebel, imediatamente, se manifestou em suas redes sociais: “Então, senhor governador, aquela história de déficit da  SPPREV era apenas um engodo? O senhor está transferindo recursos da previdência para supostas políticas assistenciais? Sim, supostas, porque não existe nenhuma política de seu governo, elitista e desumano, para as pessoas mais necessitadas”.

E a Professora Bebel continuou “onde está o auxílio emergencial estadual? Não existe! Onde estão políticas de distribuição de renda, de abrigo, de emprego, de apoio às milhares de famílias que estão totalmente desamparadas frente ao desemprego, à fome, à miséria, no estado de São Paulo? Chega de demagogia, governador! Queremos o fim imediato desse absurdo, injusto e desumano confisco das aposentadorias e pensões!”, cobrou.

A  deputada estadual Professora Bebel (PT) é autora do Projeto de Decreto Legislativo nº 39, de 2020 (PDL 39/2020), que tramita na Assembleia Legislativa de São Paulo, que anula a elevação das alíquotas de cobrança previdenciária de aposentados e pensionistas.  Bebel lembra que a cobrança que vem sendo feita sobre as aposentadorias e pensões dos servidores estaduais é em função de que  em 19 de junho do ano passado, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou a Reforma da Previdência Estadual. “Votei contra esse absurdo, que não passa de um ataque ao bolso dos servidores aposentados e pensionistas, mas o governo jogou pesado e conseguiu a aprovação do que ele chama de reforma previdenciária”, ressalta ela, que foi a única parlamentar da região que votou contra a propositura que vem permitindo o desconto sobre aposentadorias e pensões.

Se aprovado o PDL 39/2020,  cessa  a enorme injustiça que o governo João Doria vem cometendo contra servidores públicos que contribuíram durante longos anos de serviços prestados à sociedade pelo direito a uma aposentadoria digna. “A  aprovação do PDL 39/2020 vai devolver aos aposentados e pensionistas a tranquilidade que pensaram ter obtido com sua aposentadoria. Hoje, na quase totalidade dos casos, os valores das aposentadorias dos servidores públicos, bem como das pensões pagas a seus dependentes, estão muito aquém de seus direitos e de suas necessidades. É sobre esses valores já reduzidos que o governo estadual aplica alíquotas abusivas, levando essas pessoas a uma situação verdadeiramente desesperadora, num momento em que deveriam ter condições ao merecido descanso após uma longa vida de trabalho”, ressalta.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta