Assembleia Legislativa aprova a criação da Região Metropolitana de Piracicaba

Assembleia Legislativa aprova a criação da Região Metropolitana de Piracicaba

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou em sessão extraordinária, realizada na manhã de quarta-feira, 18 de agosto, o projeto de lei complementar 22/2021, do governador do Estado do governador do Estado de São Paulo, criando a Região Metropolitana de Piracicaba. O projeto aprovado estabelece que a Região Metropolitana contará com a participação de Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Ipeúna, Iracemápolis, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro, num total de 24 municípios.

A deputada estadual Professora Bebel, líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo, comemorou a aprovação do projeto.

“Sem dúvida, uma data histórica para Piracicaba e a nossa região. Esse foi o primeiro passo. Agora, o trabalho não para e vou continuar atuando e defendendo que a criação desta Região Metropolitana seja “pra valer” e não ficar só no papel. Temos que criar condições para que a Região Metropolitana de Piracicaba alcance maior robustez, eficácia institucional e operacional na governança interfederativa”, diz a parlamentar.

Para a deputada Professora Bebel, a ideia é de que a RPM seja um instrumento para “colaboração” entre os municípios, visando contribuir para o desenvolvimento regional e melhoria da qualidade de vida da população. Para isso, temos que trabalhar muito para garantir recursos e apoio técnico, visando o desenvolvimento de projetos de interesse regionais e o seu gerenciamento. 

A Região Metropolitana de Piracicaba tem uma população de aproximadamente 1,5 milhão de habitantes. A expectativa, agora, de acordo com a deputada Professora Bebel, é de que com a sanção do projeto pelo governador João Doria, a população possa ser beneficiada através de um planejamento regional focando no desenvolvimento socioeconômico e na melhoria da qualidade de vida.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta