Vereador Nelinho Noronha diz que Audiência que discutiu a criação da RMP foi um “evento mandraque”

Na opinião do vereador de Águas de São Pedro, Nelinho Noronha (PT), a audiência pública realizada no último sábado, 8 de maio, que tratou da criação da RMP (Região Metropolitana de Piracicaba) foi um “evento mandraque”, porque teve baixa participação e censura à opinião popular. É que o evento realizado na ACIPI (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), que visou debater a proposta, contou com a participação de cerca de 50 pessoas presentes e menos de 60 online, o que, na opinião dele, não dá para ter base para uma região de 1,5 milhão de habitantes.

Para o vereador Nelinho, não é questão de ser favor ou contra a criação da RMP, “mas sim a necessidade de ser realizada uma verdadeira audiência, com a efetiva participação e debate popular, inclusive com a abertura da palavra à população. Do contrário não se trata de audiência pública, mas sim de um comunicado”, ressaltou.

Representação: O vereador Nelinho Noronha também disse que não entende como o presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rota (Cidadania), foi nomeado para representar os poderes legislativos de todos os municípios envolvidos na possível criação desta Região Metropolitana de Piracicaba. “Não fui consultado para saber se concordava com esta representatividade, assim como conversei com outros vereadores da região que também não foram. Se fosse consultado, certamente diria que não, porque o processo tem que ser mais democrático e a posição ser debatida com os vereadores de todos os municípios”, destacou.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta