julho 4, 2022

Voltz abre fábrica em Manaus (AM) e quer moto elétrica com radares

Foto: Divulgação

Linha de montagem tem capacidade para 15.000 unidades por ano

Em 2022, a Voltz vem se firmando como a décima montadora mais vendida do Brasil. A empresa é relativamente novata em nosso mercado, tendo sido criada em 2019 e contando hoje com 45 lojas no país. Seu portfólio formado exclusivamente por motocicletas elétricas, que ainda são mais caras que as equivalentes a combustão, não impediu a Voltz de superar marcas como Triumph e Harley-Davidson, por exemplo.

No acumulado do ano, a Voltz registrou o emplacamento de 1.838 unidades, sendo 471 delas apenas agora em abril. No entanto, sua linha de montagem em Cabo de Santo Agostinho (PE) era o único local onde a empresa produzia seus modelos com peças importadas da China. Não mais, pois a Voltz anunciou o início da operação de uma nova linha de montagem em Manaus (AM). Além de maior, sua localização permitirá à empresa ter acesso a outros incentivos fiscais inerentes ao Polo Industrial de Manaus (PIM).

Com um aporte de R$ 12 milhões, a fábrica gerará 200 novos postos de trabalho. Neste novo espaço, que conta com 11 mil m² de área construída, a Voltz tem a perspectiva de produzir inicialmente 15 mil motos por mês e a expectativa é que esse número chegue a até 180 mil por ano. A empresa espera que a nova localização traga agilidade de logística para a operação no Brasil.

Por lá, serão feitos os modelos EV1 Sport, EVS, EVS Work e o triciclo Miles, voltado para entregas. Os volumes de cada uma das motos dependerá da demanda do mercado, de acordo com a Voltz, mas a empresa admite que atualmente sua distribuição está em 40% da produção para a EV1 Sport e 60% para a linha EVS. Voltada para entregadores, a EVS Work poderá ter maior participação no futuro.

“A planta de Manaus é de extrema importância, uma vez que nos permite dar um passo à estabilização da cadeia de suprimentos com a China. Além de garantir um melhor controle de qualidade, permite ainda uma oportunidade de obter melhores custos dos produtos”, diz Renato Villa, CEO da Voltz. Os incentivos fiscais do PIM também devem reduzir os custos com impostos de importação.

Além da inauguração da fábrica manauara, a Voltz fez mais promessas para 2022. A empresa confirmou que deverá apresentar ainda neste ano uma nova configuração para a scooter EV1. O lançamento deve ser chamar EV1+ e se diferenciará da atual EV1 Sport (acima) pela presença de sistemas avançados de auxílio à condução. Com a utilização de radares, tecnologia hoje encontrada em motos como a Ducati Multistrada, a scooters deverá contar com itens como monitor de ponto cego e alerta de colisão frontal.

Fonte: motor1.uol.com.br

Read Previous

Prefeitura firma parceria para agilizar manutenção de estradas rurais de Piracicaba

Read Next

Alunos do Curso de Formação de Soldados do CPI 9 fizeram Doação de Sangue

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.