Seleção do Brasileirão de 2017 e com 221 jogos na competição, Bruno Silva, volante do Avaí, projeta a sua 11ª Série A

No próximo domingo, às 19h, no estádio da Ressacada, o Avaí estreia na edição 2022 da Série A. O primeiro adversário avaiano na elite do futebol brasileiro será o América Mineiro.

A equipe azurra comandada por Eduardo Barroca conta com um jogador que conhece bem a competição. Trata-se do volante Bruno Silva que além do Avaí, já disputou o Brasileirão também por: Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Botafogo, Athletico Paranaense e Chapecoense. No total, são 221 partidas e 16 gols marcados.

O auge de Bruno Silva na Série A aconteceu em 2017 quando entrou na seleção do campeonato como melhor volante ao lado de Arthur, então no Grêmio. “Um dos meus principais objetivos quando iniciei no futebol era ter a chance de jogar uma Série A. Em 2022, terei a oportunidade de disputar pela 11ª vez a competição mais tradicional do País. Sem dúvida é motivo de orgulho não apenas pelos números que tenho, porém, também por tudo que já conquistei como vagas na Libertadores com Athletico Paranaense e Botafogo, além de campanhas históricas pelo Avaí e Chapecoense”, relembrou o volante de 35 anos.

Experiente na elite do futebol brasileiro, Bruno Silva mandou um recado para o torcedor avaiano sobre o que a nação azurra pode esperar da equipe na Série A. “Nosso primeiro trimestre não foi bom, estamos conscientes disso. Porém, agora tivemos tempo para trabalhar com o Eduardo Barroca. Reforços foram contratados para qualificar a nossa equipe. Entramos na competição com pé no chão, ciente que o objetivo inicial é a permanência. Mas, já vi equipes que não eram tão baladas fazendo campanhas sólidas e acredito sim que o nosso time encaixando, podemos surpreender os nossos rivais. Largando bem, nas cinco primeiras rodadas, criaremos uma gordura será fundamental”, analisou o atleta.

Somando Recopa Catarinense, Copa do Brasil e Campeonato Catarinense, o Avaí tem 16 partidas em 2022. Bruno Silva é o segundo jogador que mais atuou pelo time neste ano com 14 partidas, só atrás de Copete, que entrou em campo 15 vezes. O volante valoriza a boa sequência de jogos. “Tive um 2021 muito especial, sendo um dos alicerces do Avaí na campanha do acesso. Me preparei bem para essa temporada com o time na elite. Lógico que sinto dores, até pela rotina pesada, mas estou adaptado e com muita força de vontade pretendo seguir sendo um dos atletas que mais jogam. Ainda tenho muita lenha para queimar”, finalizou.

Read Previous

Trecho de serra na SP 304 terá Pare e Siga nesta quarta

Read Next

Inscrições para o programa Pagamento por Serviços Ambientais seguem até abril

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.