Secretário da Educação participa de encontro com diretores de escolas da rede estadual em Americana

Secretário da Educação participa de encontro com diretores de escolas da rede estadual em Americana

Gestores das unidades de Nova Odessa e Santa Bárbara D’Oeste também estiveram presentes; Rossieli ainda visitou escolas na cidade

O secretário da Educação do Estado de São Paulo Rossieli Soares participou, nesta quarta-feira (12), de um encontro com diretores de escolas da rede estadual das cidades de Nova Odessa, Santa Bárbara D’Oeste e Americana, durante uma visita à cidade. Soares também acompanhou a vacinação de professores e profissionais da Educação no município.

No encontro, Rossieli ouviu os diretores e destacou a importância do PDDE SP (Programa Dinheiro Direto na Escola). “Tínhamos escolas com banheiro, por exemplo, parado há anos e graças a esse recurso a unidade foi reformada, além dos investimentos relacionados ao pedagógico, que também são fundamentais para criarmos opções aos nossos estudantes”, disse ele. Em todo o Estado, mais de R$ 1,4 bilhão em investimentos, entre 2020 e 2021, já foram destinados às escolas. A Diretoria de Ensino de Americana recebeu R$ 17,9 milhões. Os repasses são feitos diretamente às Associações de Pais e Mestres (APM) das unidades para que realizem pequenas reformas, manutenções emergenciais e adquiram equipamentos de forma mais ágil, contribuindo para a melhoria do ambiente escolar e do ensino.

Para o dirigente de ensino de Americana, Haroldo Teixeira, a conversa com os diretores da região aproxima os gestores e é um momento de compartilhar experiências. “É a oportunidade e o momento de apresentar boas práticas e assim replicá-las em outras escolas“, contou ele.

Na EE Maria José Mattos Gobbo, em Americana, cerca de 35 alunos têm frequentado as aulas presenciais diariamente, divididos em diferentes salas. “Faz toda a diferença estar na escola, antes das aulas voltarem nós estávamos muito tristes, desanimados. Agora eu já tenho até vários planos para motivar meus colegas a continuarem estudando”, contou a aluna Emanuelle Brences Milanezi, do 1º ano do Ensino Médio e integrante do Grêmio Estudantil.

Com 320 alunos matriculados, a EE João XXIII também tem atendido os alunos presencialmente, em tempo integral, assim como a oferta da merenda para os estudantes mais vulneráveis. Divididos em grupos de estudos, eles acompanham as aulas em parte do período e, na sequência, realizam atividades para amenizar a defasagem em diferentes disciplinas.

O secretário da Educação do Estado de São Paulo Rossieli Soares participou, nesta quarta-feira (12), de um encontro com diretores de escolas da rede estadual das cidades de Nova Odessa, Santa Bárbara D’Oeste e Americana, durante uma visita à cidade. Soares também acompanhou a vacinação de professores e profissionais da Educação no município.

No encontro, Rossieli ouviu os diretores e destacou a importância do PDDE SP (Programa Dinheiro Direto na Escola). “Tínhamos escolas com banheiro, por exemplo, parado há anos e graças a esse recurso a unidade foi reformada, além dos investimentos relacionados ao pedagógico, que também são fundamentais para criarmos opções aos nossos estudantes”, disse ele. Em todo o Estado, mais de R$ 1,4 bilhão em investimentos, entre 2020 e 2021, já foram destinados às escolas. A Diretoria de Ensino de Americana recebeu R$ 17,9 milhões. Os repasses são feitos diretamente às Associações de Pais e Mestres (APM) das unidades para que realizem pequenas reformas, manutenções emergenciais e adquiram equipamentos de forma mais ágil, contribuindo para a melhoria do ambiente escolar e do ensino.

Para o dirigente de ensino de Americana, Haroldo Teixeira, a conversa com os diretores da região aproxima os gestores e é um momento de compartilhar experiências. “É a oportunidade e o momento de apresentar boas práticas e assim replicá-las em outras escolas“, contou ele.

Na EE Maria José Mattos Gobbo, em Americana, cerca de 35 alunos têm frequentado as aulas presenciais diariamente, divididos em diferentes salas. “Faz toda a diferença estar na escola, antes das aulas voltarem nós estávamos muito tristes, desanimados. Agora eu já tenho até vários planos para motivar meus colegas a continuarem estudando”, contou a aluna Emanuelle Brences Milanezi, do 1º ano do Ensino Médio e integrante do Grêmio Estudantil.

Com 320 alunos matriculados, a EE João XXIII também tem atendido os alunos presencialmente, em tempo integral, assim como a oferta da merenda para os estudantes mais vulneráveis. Divididos em grupos de estudos, eles acompanham as aulas em parte do período e, na sequência, realizam atividades para amenizar a defasagem em diferentes disciplinas.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta