Santa Maria da Serra continua a sofrer queimadas que prejudicam saúde da população, meio ambiente e proprietários rurais

Nesta terça-feira, (24), a mata as margens da Rodovia SP 304, que liga Santa Maria da Serra a Torrinha, foi vitima de uma grande queimada, que destruiu boa parte vegetação nativa, além de colocar em risco a vida de pessoas que transitavam por aquela via, uma vez que o fogo esteva muito próximo das margens da rodovia que ficou tomada pela fumaça.

No município, assim como em toda região, não chove a há mais de 125 dias, castigando toda vegetação.

Partes dos danos nesse ecossistema chegam a ser sentidos nas cidades, que ficam cobertas de fumaças e cinzas.

Mas também a queimada em áreas de vegetação natural ou nativa tem aumentado e muito e, mais recentemente temos visto isso ocorrendo com maior frequência, inclusive as margens das rodovias de nossa região.

Essas queimadas irregulares, provavelmente criminosas, acabam ocasionando problemas de saúde em muitas pessoas que sofrem devido a fumaça e tempo seco, além dos danos ao meio ambiente, fauna e flora e prejuízos materiais nas propriedades rurais também são registrados.

O fogo pode ser provocado de várias maneiras, entre elas, raios, reflexão de vidros e antropogênicas, isto é, possivelmente provocadas pelo homem, de forma inconsequente e criminosa, como se suspeita em muitos casos.

Read Previous

Campanha arrecada 69 bolsas de Sangue

Read Next

Em mais uma etapa da pavimentação Avenida Alpes das Águas recebe galerias pluviais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.