agosto 9, 2022

O não pagamento do novo piso salarial aos professores motiva requerimento de vereadores em Torrinha

O não pagamento do novo piso salarial aos professores motiva requerimento de vereadores em Torrinha – Foto Arquivo/JR

Nesta terça-feira, dia 19, durante 12ª sessão da Câmara Municipal de Torrinha, os Vereadores Evaldo Spigolon, o Capri (Podemos), Samy Rogéri Liziero (Podemos), Rodolfo Buzato (MDB), Edson Marcelo Cassola, o Mazé (PSDB) e Maurício Meneguetti, o Boquinha (União Brasil) apresentaram em conjunto o Requerimento nº 48/2022 solicitando ao prefeito René Blumer (PL) informações quanto ao pagamento do novo piso salarial do Magistério adotado pela Prefeitura Municipal de Torrinha.

Em janeiro deste ano, o piso salarial dos professores da rede pública passou de R$ 2.886 para R$ 3.845, um aumento de 33,24%. Esse é o valor mínimo que o profissional deve receber no País.

No entanto, segundo informações que os mesmos obtiveram, até agora a cidade não implantou o piso, que já foi pago inclusive retroativo pelo governo estadual.

Eles questionam: qual o valor do piso atualmente pago aos professores; se a atual administração já aderiu ao piso e em caso negativo que seja justificada a não adesão e ainda se foram realizadas reuniões com professores para tratar do assunto e sim quais as providências adotadas.

“Essas são informações importantes para nortear nosso mandato parlamentar e esclarecermos dúvidas de munícipes que nos procuram”, disseram.

Read Previous

Santa Maria da Serra finaliza Soletrando 2022

Read Next

Cachaça Valente está entre as 50 melhores do Estado de São Paulo