Quando o texto de um livro deve ou não ser alterado?

Quando o texto de um livro deve ou não ser alterado?
O processo editorial envolve diversas etapas e agentes. Um dos maiores desafios dos preparadores e revisores de texto é justamente atender aos interesses do público, do editor e do autor da obra que está sendo trabalhada.  As correções dos aspectos gramaticais do texto são tarefas de responsabilidade dos preparadores de texto – isso inclui acentuação, ortografia, vocabulário e sintaxe. O preparador também deve trabalhar os aspectos formais, garantindo que o texto possua clareza, seja coerente e sua escrita tenha consistência. Tais atividades exigem do preparador de texto um excelente domínio da gramática e das técnicas de redação.  Já o revisor é o responsável por garantir que o texto esteja coerente com a padronização estabelecida e pela correção gramatical final. Nenhum erro ortográfico, tipográfico e de acentuação deve passar pelo revisor.  Agora, como saber o quanto você pode ou deve alterar um texto?  É preciso levar em consideração todos os atores envolvidos e respeitar ao máximo a voz do autor enquanto todos os erros citados anteriormente são eliminados. No entanto, a adequação do texto deve ser discutida com os outros agentes da produção editorial para que o produto faça sentido para o público e ainda seja o mais fiel possível ao texto original do autor. Assim, todos os envolvidos saberão se possuem mais ou menos liberdade ao trabalhar com os textos.  Se você deseja se iniciar no mercado editorial ou já é um preparador ou revisor de texto, que tal dar uma olhada em nosso curso “Gramática para preparadores e revisores de texto (EAD)”? Nele, você conhecerá os problemas de gramática e redação mais frequentes do dia a dia e contará com a orientação de especialistas do setor editorial para aprender a resolvê-los.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta