agosto 19, 2022

Oficina de saneamento básico é realizada no Horto de Tupi

Foto divulgação

Ação aconteceu no sábado, 25/06; participantes puderam dialogar e aprender sobre tecnologias sociais voltadas ao saneamento ambiental

A Prefeitura, por intermédio da Sedema, realizou no último sábado, 25/06, oficina de saneamento básico na Estação Experimental de Tupi, o Horto de Tupi. A ação integrou o Programa Vem Pro Horto, dentro do calendário da Simapira.

O grupo Raízes de Tupi/OCA/Esalq, o Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA) e a Fundação Florestal (FF) também atuaram na organização do evento, que contou ainda com o apoio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), Guarda Civil, TUPi Transportes e Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP.

Com cerca de 20 participantes, a oficina foi iniciada com um café da manhã e alongamento. Em seguida, os integrantes do Raízes de Tupi realizaram um diálogo com os presentes sobre o que são tecnologias sociais voltadas ao saneamento ambiental e mostraram diversas estruturas que podem ser utilizadas, especialmente nas áreas rurais, onde não há ligação com a rede de esgoto.

Também foi dialogado sobre o saneamento rural no distrito de Tupi, a partir do diagnóstico sobre o tema feito pelo grupo e as contribuições dos moradores do local. No final, os participantes puderam fazer uma trilha até o ribeirão Tijuco Preto, que abordou a relação entre a floresta e a água, bem como a importância da Estação Experimental de Tupi como mata ciliar daquele ribeirão.

A estudante de Engenharia Florestal, Letícia de Souza Fazio, integrante do Raízes de Tupi, falou sobre a sua satisfação em participar da organização da atividade. “Foi rica a troca de conhecimento e experiências. No final os participantes avaliaram a oficina com uma palavra, sendo que foram citadas palavras como: conhecimento, aprendizagem, comunicação, felicidade, entre outras”, disse.

Rafael Barty Dextro, doutorando em Ciências no Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena), elogiou o evento: “Acho que foi muito importante, porque a extensão universitária associada à educação ambiental é o primeiro passo para trazer uma conexão entre as pessoas e o meio ambiente e é por meio dessa conexão que as pessoas conseguem se sentir incluídas e entendem a importância de cuidar da natureza”, destaca.

CAMINHADA HISTÓRICA – A próxima atividade do programa Vem por Horto será a Caminhada Histórica 2, no dia 09/07, com concentração em frente à Igreja São José de Tupi, às 8h. Nessa atividade, realizada em parceria com a Associação dos Moradores do Distrito de Tupi, os participantes poderão conhecer um pouco mais sobre a história do local com o historiador Antônio Carlos Angolini, e também sobre o horto, com a engenheira ambiental e gestora da área, Rosa Maria Galera Gonçalves. Não é necessário fazer inscrição para participar desse evento, que faz parte das comemorações de 100 anos do bairro Tupi.

O Vem pro Horto é um programa de educação ambiental que busca aproximar a comunidade do Horto e torná-lo cada vez mais um espaço educador sustentável. É realizado pela Sedema, Instituto de Pesquisas Ambientais, Fundação Florestal e OCA/Esalq/USP, com diversos parceiros, sendo que a sua programação é construída de forma participativa no início de cada ano e divulgada nas redes sociais (https://www.facebook.com/estacao.experimentaldetupi e https://www.instagram.com/hortodetupi/).

A programação completa da Simapira pode ser acessada em: https://sedema.wixsite.com/sedema/semana.

Read Previous

CastraFácil deste sábado, 25/06, atendeu mais 50 animais

Read Next

Simulado de acidente com derramamento de carga perigosa é realizado em Araras