‘O Tempo Mágico das Histórias’ desperta a magia da criatividade através do teatro e do brincar

‘O Tempo Mágico das Histórias’ desperta a magia da criatividade através do teatro e do brincar

Projeto da Cia. Vovó Cachola oferece a pais e educadores a oficina ‘Brincadeiras Cantadas e Ritmadas’ e ao público infantojuvenil o espetáculo ‘TiC TAC Era uma vez’, nas cidades de Araraquara, Franca, Piracicaba, São Carlos e São José do Rio Preto. As inscrições são gratuitas e já estão abertas

Resgatar a essência humana através da contação de histórias e do brincar. Alimentar a alma com elementos do folclore, da cultura nacional. Reforçar a identidade brasileira. Despertar a criatividade e celebrar a infância, por meio da magia do teatro e das brincadeiras cantadas.

Essa é a proposta do projeto O Tempo Mágico das Histórias, que através do espetáculo TiC TAC Era uma vez e da oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas, auxiliará educadores, pais e demais interessados a desenvolverem brincadeiras para estimular a imaginação dos pequenos, que terão no espetáculo a oportunidade de viajar e se divertir em meio a elementos e personagens do imaginário brasileiro, revisitados pela Cia. Vovó Cachola de Teatro, de Franca.

“Oferecemos todo um resgate da cultura brasileira, relacionado ao brincar, que é muito importante para o desenvolvimento das crianças”, diz a atriz e produtora Anabrisa Tamaso que, ao lado do também ator e produtor Edinho Souza, fundou a Cia. Vovó Cachola.

“Com as facilidades da tecnologia, há hoje crianças que não são criativas, que não conseguem criar um imaginário, uma imagem, sem o apoio de pesquisas na internet. Com este projeto, nós estamos oferecendo conhecimento para a nossa alma, oferecendo o que as crianças precisam para se desenvolverem”, completou Anabrisa.

A atriz e Edinho produzem o projeto e estrelam o espetáculo. Esta temporada online de O Tempo Mágico das Histórias acontece a partir do próximo dia 20, com a inauguração da oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas, e do dia 23, com a primeira apresentação do espetáculo TiC TAC Era uma vez.

O projeto acontece em cinco cidades – Araraquara, Franca, Piracicaba, São Carlos e São José do Rio Preto. Tudo online, no canal do YouTube da Vovó Cachola. E o melhor: de graça.

A peça terá duas apresentações por cidade, aos sábados e domingos, sempre às 16 horas, com duração de 60 minutos. Sempre antes e ao fim de cada exibição, o público poderá interagir ao vivo com os atores.

“O espetáculo trabalha com contação de histórias, despertando a imaginação e destacando a nossa identidade cultural”, ressaltou Anabrisa, reforçando que na interação com o público, ela e Edinho apresentarão dicas de brincadeiras para serem desenvolvidas em casa.

A indicação é para crianças entre 6 a 10 anos, mas a apresentação é aberta a todos os públicos e de qualquer lugar do planeta, independentemente da cidade que esteja sendo direcionada.

E não é exagero dizer que o mundo todo poderá acompanhar o espetáculo, já que a internet não tem limite e o audiovisual do espetáculo terá legendas em inglês. Ele também será inclusivo, com tradução em Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

Já a oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas tem 10 horas/aula de carga horária total e acontece em cinco encontros virtuais, com transmissão ao vivo, sempre às quartas-feiras, a partir das 19h, com 120 minutos de duração cada, entre os dias 20 de outubro e 17 de novembro. A ministrante será a artista, educadora, brincante e pesquisadora das Artes e Cultura da Infância Poliana Savegnago.

As inscrições já estão abertas e devem ser feitas pela internet, neste link: Brincadeiras Cantadas e Ritmadas (mailchi.mp). Assim como o espetáculo, a oficina é oferecida gratuitamente. Ao final, os participantes receberão certificados, além do material de apoio trabalhado durante os encontros.

O projeto O Tempo Mágico das Histórias é produzido pela Cia. Vovó Cachola e realizado com o apoio do Programa de Ação Cultural – ProAC ICMS, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, com patrocínio das empresas Tonin Superatacado, Evasola, Varejão Irmãos Patrocínio, Tip Toey Joey e Estival Calçados.

Espetáculo TiC TAC Era uma vez

O espetáculo TiC TAC Era uma vez é inspirado nos contos Como Surgiu a Noite, O Saci e O Espelho Mágico, da coleção Estórias e Lendas do Brasil. A peça traz o sonho de embelezar o imaginário infantojuvenil com a vivência dessas histórias que fazem parte da encantaria popular brasileira.

Oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas

Na oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas serão vivenciadas as diferentes estações da música tradicional da infância, abrangendo canções de ninar, brincos, rodas de verso, histórias cantadas, e ainda brincadeiras de mão, fórmulas de escolha, adivinhas, trava-línguas, entre outros elementos deste infinito território. É um convite para todos brincarem juntos!

Cia Vovó Cachola

A Vovó Cachola é uma companhia de teatro e produção cultural de Franca (SP) que, desde 2013, desenvolve um trabalho de estudos e pesquisas, voltado para a valorização da cultura brasileira, buscando contribuir para a formação da identidade cultural, democratização do acesso e educação à cultura. Os projetos e espetáculos realizados pela companhia já alcançaram um público acima de 22 mil pessoas.

SERVIÇO

Espetáculo TiC TAC Era uma vez

Piracicaba: 23 e 24 de outubro, às 16h

São Carlos: 30 e 31 de outubro, às 16h

Araraquara: 6 e 7 de novembro, às 16h

São José do Rio Preto: 13 e 14 de novembro, às 16h

Franca: 20 e 21 de novembro, às 16h Onde: Canal da Cia Vovó Cachola no YouTube (Vovó Cachola – YouTube)

Inscreva-se no canal e ative as notificações. As exibições serão únicas e os vídeos não ficarão disponíveis.

Duração: 60 min

Classificação: Livre

Oficina Brincadeiras Cantadas e Ritmadas

De 20 de outubro a 17 de novembro

Sempre às quartas-feiras (20 e 27 de out. e 3, 10 e 17 de nov.), às 19h Onde: Canal da Cia Vovó Cachola no YouTube (Vovó Cachola – YouTube) Inscrições: Brincadeiras Cantadas e Ritmadas (mailchi.mp)

Duração: 10 horas/aula no total, sendo 120 min por encontro

Público-alvo: Educadores, artistas, estudantes e interessados no tema com idade mínima de 16 anos.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta