03 de maio – Dia de Conscientização sobre a importância da Prótese Auditiva Ancorada no Osso

250 mil pessoas em todo o mundo já conseguem ouvir os sons da vida graças a uma técnica de implante revolucionária

A fim de conscientizar as pessoas sobre a importância do implante de prótese auditiva ancorada no osso, a Oticon Medical lança no próximo dia 3 de maio, em todo mundo, o Dia da Conscientização da Prótese Auditiva Ancorada no Osso – Dia das Boas Vibrações/Good Vibrations. A campanha quer também homenagear as mais de 250 mil pessoas de vários países que já utilizam aparelhos auditivos de fixação óssea.

A fim de conscientizar as pessoas sobre a importância do implante de prótese auditiva ancorada no osso, a Oticon Medical lança no próximo dia 3 de maio, em todo mundo, o Dia da Conscientização da Prótese Auditiva Ancorada no Osso – Dia das Boas Vibrações/Good Vibrations. A campanha quer também homenagear as mais de 250 mil pessoas de vários países que já utilizam aparelhos auditivos de fixação óssea.

Por meio de uma técnica cirúrgica inovadora e minimamente invasiva, a MIPS – Minimal Invasive Ponto Surgery (sigla em inglês), os indivíduos que não se adaptam ao uso de aparelhos auditivos convencionais ou que possuem indicações clínicas para esse tipo de prótese têm agora a oportunidade de serem reabilitados em sua audição.

Mas como funciona o implante de prótese auditiva ancorada no osso, mais conhecido como Sistema Ponto? É simples. Os médicos otorrinolaringologistas fixam uma pequena prótese de titânio no osso temporal (atrás da orelha do paciente). E é nesta prótese que será acoplado, depois, o processador de som Ponto. Deste modo, os sons do ambiente são captados por meio de vibrações e enviados diretamente, por condução óssea, até a cóclea, órgão responsável pela audição.

O procedimento cirúrgico é rápido, mas para conseguir ouvir os sons do cotidiano, o paciente precisa esperar o processo completo de cicatrização e fixação da prótese, que pode variar de 20 dias a cerca de 3 meses – tempo necessário para que o osso ‘abrace’ o implante. Só então é colocado o processador sonoro, que é programado por um médico fonoaudiólogo para oferecer a melhor experiência sonora ao indivíduo.

As próteses auditivas ancoradas no osso têm ajudado centenas de milhares de adultos e crianças em todo o mundo. É um procedimento comprovadamente seguro e simples, que proporciona uma mudança extremamente positiva na qualidade de vida das pessoas.

“Na Oticon Medical, nós reconhecemos a importância do som para o bem-estar e a saúde como um todo. Então, é claro, que somos apaixonados por oferecer o melhor som ao maior número de pessoas possível. Isso também significa criar maior consciência – não somente para o produto – mas para o tratamento em si. Com muita frequência ouvimos que uma pessoa não sabia que sua perda auditiva tinha tratamento e, por isso, passava anos sem receber ajuda. Este dia, 3 de maio, é a nossa contribuição para manter viva a conversa sobre a audição”, diz o CEO da Oticon Medical, Jes Olsen.

O Sistema Ponto é indicado para pessoas com perda auditiva condutiva, mista ou neurossensorial e que não se adaptam a uma prótese convencional, seja por causas anatômicas, infecciosas ou cirurgias prévias. O procedimento também traz benefícios a quem não escuta de um dos ouvidos (surdez unilateral). No Brasil, a cirurgia para implantação do Sistema Ponto já é realizada há oito anos em hospitais públicos e privados. É coberta pelo SUS e pelos planos de saúde.

A Oticon Medical vai comemorar a data mundialmente. No Brasil, será realizada uma live com usuários do Sistema Ponto. “Temos a esperança de que outras marcas que atuam no setor de implante de próteses ósseas se juntem a nós, tornando o Dia de Boas Vibrações/Good Vibrations um verdadeiro dia de consciência sobre a audição ancorada no osso. Nosso foco são as pessoas. A ideia é falar sobre perda auditiva e tratamento e não sobre produtos”, conclui o CEO da Oticon Medical.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta