agosto 14, 2022

Com voto contrário da Presidente da Câmara de Águas de São Pedro, vereadores aprovam Moção de Repudio ao aumento de Pedágio

Com voto contrário da Presidente da Câmara de Águas de São Pedro, vereadores aprovam Moção de Repudio ao aumento de Pedágio – Foto José Marino/JR

Propositura foi apresentada pelo Vereador Nelinho Noronha repudiando aumento de pedágio que prejudica moradores de Águas de São Pedro e região

 

Sempre contrário a instalação dos pedágios na região de Piracicaba, os quais prejudicam e muito os moradores da cidade de Águas de São Pedro e outras vizinhas, o vereador da estância, Manoel Azevedo Noronha Filho, o Nelinho Noronha (PT), apresentou durante a 9ª sessão ordinária da Câmara Municipal, a Moção nº 4/2022 de Repudio ao Aumento das Tarifas de Pedágio em 12,1% nas praças das regiões de Piracicaba e São Pedro pela Concessionária Eixo.

Os valores das tarifas nas três praças de pedágio das rodovias de Piracicaba e São Pedro, São Pedro a Santa Maria da Serra e Piracicaba a Charqueada, tiveram um aumento médio de 12,13% a partir da 00h00 desde o sábado, dia 04/06.

O reajuste vale para todas as praças da concessionária Eixo SP, que administra a malha rodoviária do lote entre Piracicaba e Panorama, o Pipa.

A atualização dos valores foi homologada pela Artesp – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo e publicada no Diário Oficial do dia 31 de maio.

Na praça localizada no quilômetro 182 da SP/308 – Rodovia Hermínio Petrin, em Piracicaba, que liga à cidade a Charqueada, motoristas de carros de passeio, que antes pagavam R$ 5,50, agora pagam R$ 6,20 na cabine.

Já na praça do quilômetro 183 da SP/304 – Rodovia Geraldo de Barros, que fica entre Piracicaba e São Pedro e que é mais usada pelos moradores de Águas de São Pedro, os motoristas de carros de passeio, que pagavam R$ 6,20, passaram a desembolar R$ 6,90 através do pagamento manual.

Também na Geraldo de Barros, mas no quilômetro, 215, entre São Pedro e Santa Maria da Serra, a tarifa de carros de passeio passou de R$ 6,40 para R$ 7,20.

Noronha destaca que o aumento onera ainda mais os moradores da região e que o mesmo ocorre sem justifica plausível e ocorrem há menos de um ano das atuais instalações de pedágios, que aconteceu em 28 de julho de 2021.

“O reajuste dos pedágios da Rodovia Geraldo de Barros SP/304, que corta diversos municípios da nossa região for autorizado no dia 21 de maio e homologado pela ARTESP – Agencia Reguladora de Transportes de São Paulo. Esse é um aumento sem justificada plausível de 12% sobre os valores já praticadas, aumentando de forma considerável os custos para os moradores de nossa estância e da região, seja no pedágio entre Piracicaba e São Pedro, seja entre São Pedro e Santa Maria da Serra ou mesmo entre Piracicaba e Charqueada. Ou seja, estamos cercados por pedágios com valores altíssimos, o que prejudica toda nossa região. Não há outra alternativa, que não seja o repúdio a tamanha falta de sensibilidade social”, disse Nelinho Noronha, que lamentou a posição da Presidente da Câmara Municipal, única vereadora a votar contra esse aumento.

Read Previous

Vereadora Maria José pede contratação de neuropediatra para atender Rede Municipal de Saúde

Read Next

Águas de São Pedro realizará Festival de Quadrilhas Juninas