Caminhada busca conscientizar população sobre o autismo

Ontem, para despertar a conscientização sobre o autismo, a Prefeitura de São Pedro, por meio do Atendimento Educacional Especializado, departamento da Secretaria Municipal de Educação, realizou uma caminhada mobilizando alunos, professores e funcionários para celebrar o Dia Internacional da Conscientização do Autismo, comemorado oficialmente no dia 2 de abril, amanhã.

A proposta da caminhada foi abranger grande número de pessoas sendo solicitado para que todos usassem uma peça de roupa azul.

Um convite também foi encaminhado à Acisp (Associação Comercial e Industrial de São Pedro) para que os comerciantes usassem a cor azul nas vitrines dos estabelecimentos no dia da caminhada.

Outra ação realizada para marcar a data é a iluminação especial da imagem do Cristo localizada no parque no alto da serra, que está com lâmpadas na cor azul.

A caminhada teve concentração no Espaço da Feira do Produtor e percorreu as Ruas Veríssimo Prado e Malaquias Guerra até a Praça Matriz. Aproximadamente 250 alunos de algumas escolas municipais participaram e exibiram cartazes com informações sobre o autismo e também uma poesia feita por um autista.

Caminhada busca conscientizar população sobre o autismo

Caminhada busca conscientizar população sobre o autismo

O autismo é uma desordem neurológica que compromete o desenvolvimento. As pessoas não devem sentir pena e para ajudar é preciso aceitar o autista como ele é. O autista tem dificuldades em entender regras, em ficar em ambientes barulhentos e algumas vezes, em se comunicar.

Atualmente estão matriculados na rede municipal de ensino 13 alunos com autismo – 3 na educação infantil e 10 no ensino fundamental. Eles integram o programa de inclusão da Secretaria de Educação que atende 85 alunos com laudos médicos.

“Nosso foco principal é estimular a independência e autonomia de todos”, informa Fátima Martins Giacomeli, supervisora de ensino responsável pelos projetos de inclusão.

“A situação de cada aluno com algum tipo de deficiência é trabalhada de maneira individual na rede. Em alguns casos, há cuidadores que desenvolvem atividades específicas para estes estudantes, sempre em conjunto com o professor e as psicopedagogas, psicólogas e fonoaudiólogas que formam o Atendimento Educacional especializado e acompanham o desenvolvimento dos alunos”, completa a dirigente.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta