Vereador Tiquinho entende que reivindicações foram determinantes para recapeamento da Júlio Bassa

Na sexta-feira da semana passada, o vereador de Rio das Pedras, Francisco Martins de Souza, o Tiquinho Paraíba, esteve acompanhando o recapeamento da rodovia municipal Júlio Antônio Bassa (RPD-020), ligação entre a rua Prudente de Morais e a Rodovia do Açúcar.

Tiquinho reivindicou a obra em duas oportunidades e entende que as cobranças feitas por ele foram determinantes para que o serviço fosse executado.

“O estado de conservação da rodovia estava muito ruim, com muitos buracos ao longo do trajeto, recebi inúmeras reclamações dos usuários e procurei fazer a minha parte cobrando formalmente do governo do Estado e da prefeitura municipal que providências fossem tomadas”, afirmou Tiquinho.

Uma das cobranças do vereador foi encaminhada no dia 17 de agosto de 2015 à concessionária Rodovias do Tietê, por meio de um ofício.

No documento, o parlamentar pedia providências “com máxima urgência” e alertou que a Rodovia encontrava-se “com vários buracos profundos, os quais estão ocasionando danos nos carros e caminhões que trafegam pelo local”.

O pedido do vereador foi parcialmente atendido na oportunidade e alguns dos maiores buracos foram tapados, medida paliativa que não deixou o vereador completamente satisfeito. Por isso, quatro meses depois, em dezembro de 2015, Tiquinho voltou a cobrar o poder público. Dessa vez, com uma indicação encaminhada à prefeitura de Rio das Pedras.

No documento, o vereador alertou que o asfalto estava muito danificado e que as condições estavam piorando com as chuvas constantes. Novamente, algumas medidas paliativas foram adotadas.

“Quando fiz as reivindicações, consegui imediatamente que os problemas fossem amenizados imediatamente com soluções paliativas. Mas o mais importante foi chamar a atenção das autoridades para a gravidade do problema, o que certamente fez o grau de prioridade da obra para que o recapeamento total aumentasse”, afirmou o vereador.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta