Vendas presenciais no varejo crescem 66% no Dia das Mães segundo a Rede

Faturamento transacionado pela empresa de meios de pagamento do Itaú Unibanco apontou aumento de 57%, considerando a vendas realizadas em lojas físicas e online. Movimentação financeira no e-commerce registrou alta de 32%

Impulsionado pela pandemia, o comércio eletrônico não para de crescer. Segundo transações realizadas pela Rede, empresa de meios de pagamentos do Itaú Unibanco, o faturamento das vendas online no Dia das Mães (9) seguiu em alta, registrando aumento de 32%, em relação aos resultados apurados na celebração de 2020.

A grande surpresa, entretanto, veio do aumento de 66% na receita movimentada pelas compras presenciais de 2021, no último domingo (9), contra os dados do ano passado. Afinal, embora haja urgência na recuperação das perdas causadas pela covid-19, o vírus ainda está por toda a parte e a crise sanitária segue em curso.

Considerando todas as transações realizadas via Rede, incluindo o comércio presencial e online, o último Dia das Mães registrou um acréscimo de 57% ao faturamento dos varejistas, se comparado a 2020. Além dos itens de vestuário, que geraram incremento de 200% nas vendas, outros setores que se destacaram pelo bom desempenho relacionado à homenagem materna deste ano foram Beleza (+155%) e Restaurantes (+130%) — neste último, vale ressaltar que dados não incluem transações via aplicativos de delivery.

Segundo Rodrigo Carneiro, diretor da Rede, apesar da dificuldade imposta pelo contexto atual, há muitos varejistas criativos e resilientes que têm alcançado bons resultados nas vendas. “Nosso papel, neste momento, é disponibilizar as melhores alternativas para que esses parceiros possam vender mais, a partir das melhores experiências oferecidas aos respectivos clientes”, diz.

Link de Pagamento e Catálogo Digital Rede sem custos adicionais

Dentre as ofertas disponíveis para efetivar as transações comerciais, um dos destaques é o Link de Pagamento, modalidade que permite o envio de um endereço eletrônico de quitação ao cliente, via e-mail, SMS, redes sociais ou WhatsApp. Impulsionado pelo elevado aquecimento das vendas online, esse tipo de transação tem registrado crescimento médio mensal de 35%, ao longo de 2021. E, embora algumas empresas do setor cobrem pela emissão do link, na Rede, essas operações estão disponíveis sem custos adicionais, permitindo que os lojistas tenham uma alternativa a mais para realizarem as vendas de forma segura, com as mesmas taxas cobradas pelas transações presenciais. “Entendemos o momento difícil que o varejo está passando e precisamos apoiá-los nessa transição digital”, afirma Rodrigo Carneiro.

O executivo lembra ainda que a Rede acaba de lançar o Catálogo Digital, uma ferramenta de auxílio aos varejistas que ainda não têm um sistema próprio de e-commerce e desejam expandir a oferta de produtos e serviços nos mais diversos canais online. “Não há dúvidas de que o ambiente digital será adotado por estabelecimentos e consumidores de maneira permanente. E uma das grandes vantagens do novo Catálogo Digital Rede é a maneira simples e prática que permite ao nosso cliente organizar produtos para compartilhar com seus consumidores, em um clique. Ainda como forma de incentivar a transição digital neste momento, isentamos as taxas adicionais de comissionamento sobre as vendas, normalmente cobradas pelas plataformas de e-commerce e marketplaces convencionais”, completa Carneiro.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta