Torrinha “Munícipio de Interesse Turístico” completa 96 anos. Parabéns!

Torrinha “Munícipio de Interesse Turístico” completa 96 anos. Parabéns!

Na próxima terça-feira, dia (07/04), a cidade de Torrinha, completará 96 anos de emancipação política administrativa, marcando uma importante data para a comunidade torrinhense.

A ocupação e o povoamento onde hoje localiza-se o município de Torrinha caracterizou-se pelo avanço das fronteiras de colonização do interior do país na busca por riquezas. Nos séculos XVII e XVIII essa porção do território paulista era cortada por caminhos de tropeiros e viajantes que aí faziam seu pouso. Com a necessidade de suprimentos de gêneros alimentícios, abastecimento variado e serviços de consertos, surgiram incipientes atividades comerciais e de prestação de serviço, possibilitando a fixação dos primeiros colonizadores da região e a formação de núcleos populacionais.

Esse processo de ocupação intensificou-se com a doação de sesmarias que deram forma e delinearam as grandes propriedades rurais, embriões das futuras áreas urbanas. A Lei de Terra de 1850 favoreceu a vinda de pessoas de outras regiões do país que aqui estabeleceram-se com agricultura de subsistência em áreas próximas ao pequeno arraial em formação.

Através de documentos e registros, sabe-se que algumas famílias torrinhenses já viviam aqui desde 1850. Dessa forma podemos afirmar que as famílias Fonseca Costa, Mello, Dias, Ferreira, Ferraz, Gomes, Ribeiro do Prado, Dias Ramos, Carvalho, Franco de Moraes, Souza, Barros, Teixeira, Leite, Marques, Paiva, França, Pinto, Melchert, Barbosa, Bueno, etc, são consideradas as pioneiras. Historicamente, José Antunes de Oliveira é considerado o fundador de Torrinha, foi ele quem doou ao Bispado de São Paulo uma pequena área onde foi edificada uma capela em homenagem a São José (onde se encontra a atual matriz), considerado o padroeiro da cidade. Calcula-se que esse fato se deu por volta de 1870, ou seja, dezenove anos antes da República.

Em 1880, documentos da época, registram a chegada de Jerônimo Martins Coelho, neto do Barão de Cocais, Vindo da Borda da Mata, Minas Gerais, que aqui adquiriu grande quantidade de terras que alcançava as localidades de Santa Maria da Serra, Torrinha, Brotas e Dois Córregos. Instalou-se por muito tempo em terras onde hoje está a Usina dos Três Saltos e construiu nesta fazenda uma das primeiras Igrejas Presbiterianas do Estado.

Nesse período outras famílias foram chegando e o arraial foi adquirindo vida e com a chegada de Bento Lacerda, que era filho do Barão de Araras, Sr. Bento Lacerda Guimarães e de Dona Manuela Franco, em 1886, o pequeno arraial ganha impulso. Bento Lacerda acabara de retornar à Pátria, vindo da Alemanha, onde estudara na Universidade Politécnica de Hannover, especializando-se em Química e Mineração. Aceitou o desafio e veio trabalhar nas terras adquiridas pelo Barão. Tornou-se uma das figuras mais importantes da história do município. A ele são atribuídas a criação do Distrito de Polícia em 1892 e Distrito de Paz em 1896.
O desenvolvimento econômico dessa região iniciou-se por volta do século XIX com a introdução da cultura açucareira. O plantio de cana-de-açúcar no município de Torrinha deve-se à sua proximidade geográfica das áreas açucareiras de Piracicaba, Araraquara e São Carlos. Entretanto as condições locais não favoreceram a permanência dessa cultura. O ciclo de cana-de-açúcar impulsionou o povoamento e a colonização, favorecendo a introdução da cultura cafeeira e estimulando a vinda dos imigrantes.
A cultura cafeeira foi introduzida no município no final do século XIX e seu desenvolvimento está associado à construção da ferrovia pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, inaugurada em 07 de Setembro de 1886, com o nome de Estação Ferroviária de Santa Maria e posteriormente Torrinha.

A estação representou a força maior no desenvolvimento da cidade que necessitava de um meio de escoamento e depósito de seu principal produto agrícola, o café, como também foi de utilidade para o transporte de passageiros entre eles os imigrantes.

Em 07 de abril de 1923, finalmente Torrinha torna-se Município, sendo eleito o 1º Prefeito, o Dr. Raul Lacerda, que assumiu o cargo e governou até o ano de 1.930. Atualmente a cidade é administrada pelo prefeito Ronaldo Gasparelo (PODEMOS) e vice-prefeito Juverci Correa, do PV (Partido Verde), os quais vêm trabalhando muito e tem registrado diversas conquistas para a cidade, sendo a principal delas o reconhecimento como “Município de Interesse Turístico”, podendo citar ainda a compra do terreno para instalação do Distrito Industrial, ampliação da frota municipal que recebeu mais de 15 novos veiculos e maquinas, recapeamento de inúmeras vias e realização de obras de infraestrutura em todos os bairros a inauguração da Nova Creche Escola Olga Cassola Abiati, a inauguração do Centro de Convivência do Idoso e mais recentemente a inauguração do moderno Centro de Fisioterapia “Helio Silva Oliveira” e do Complexo Esportivo “Maurício Golinelli”, entre outras inúmeras outras conquistas em prol do povo de Torrinha.

“Numa data tão importante como essa, queremos compartilhar com a nossa população a alegria de comemorar mais um aniversário de nossa cidade e ao mesmo tempo em época de pandemia que estamos vivenciando no mundo e também no Brasil, pedir que redobremos as nossas atenções para as recomendações do departamento Municipal de Saúde e, assim poder fazer esse enfrentamento de maneira consciente e responsável. Peço a população que permaneça em suas casas, sobretudo os mais velhos e outros que estejam no grupo de risco, como hipertensos, cardiopatas, diabéticos. Juntos somos mais fortes e certamente se cumprirmos as determinações poderemos atravessar esse período com o menor número ou talvez nenhuma pessoa infectada, esse é hoje o nosso maior desejo” disse o Prefeito Ronaldo Gasparelo.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta