Noticia do cancelamento de convênio do DADE 2019 surpreende Prefeito Ronaldo Gasparelo

Recursos serão destinados a construção do Parque da Cidade

 

No sábado passado, dia 19, diversos municípios paulistas foram surpreendidos por uma publicação do Diário Oficial do Estado de São Paulo referente a Resolução ST 03,  que cancela cerca de 150 convênios com municípios “Estâncias Turísticas” e de interesse “Turístico”, tirando a principio de Torrinha o valor de R$ 594.781,59 (quinhentos e noventa e quatro mil, setecentos e oitenta e um reais e cinquenta e nove centavos) destinados a  Implantação da 1ª Etapa do Parque da Cidade.

O Parque da Cidade será o primeiro projeto através de recursos de MIT (Municipio de Interesses Turístico)

Essa será a primeira fase de um projeto para a construção do Parque da Cidade,  que será localizada na Praça José Vicente Costa, próxima ao Centro Comunitário.

Essa fase prevê um calçadão e mais sete quiosques com dez metros quadrados cada um e visa ser um novo vetor de desenvolvimento turístico e econômico.

O prefeito de Torrinha, Ronaldo Gasparelo (PV) destaca que espera que a decisão do Governo do Estado seja revertida para o bem da cidade, uma vez que os critérios técnicos necessários foram atendidos e diz acreditar que a decisão do órgão é na realidade “momentânea” para uma reavaliação geral, tanto que não foi apenas Torrinha afetada com a medida.

“O fato de terem sido a principio cancelados 150 convênios demonstra que não é nada especifico, pois Brotas e Águas de São Pedro, além de São Pedro, também perderam recursos a principio, sendo que Brotas e Águas tem valores acima de um milhão de reais. Acreditamos que seja uma reavaliação do Governo do Estado de critério geral e não especifico, devido ao número de cidades afetadas com a medida e esperamos que a decisão seja revista. Já estamos na realidade atuando neste sentido com interlocutores do governo paulista e faremos a nossa parte mostrando o projeto e atendendo ao que for necessário e estiver ao nosso alcance e vier a ser exigido pelo governo, ainda que sejam novas exigências, já que atendemos aos requisitos e assinamos inclusive o convênio”, disse ele.

O prefeito reitera sua confiança de que a situação será revertida e que a construção do Parque da Cidade é importante para transformar uma região da cidade, criando um novo polo de desenvolvimento turístico e econômico.

“Como gestor e homem público acredito que o bom senso e avaliação dos projetos prevalecerá no governo do Estado, sobretudo porque o próprio governador já atuou como presidente da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo) e  Secretário Municipal de Turismo e Presidente da Paulistur em São Paulo e também tem na frente da pasta do Turismo o ex-ministro Vinicius Renê Lummertz. Ou seja, ambos são do setor e sabem da importância do turismo. O projeto do Parque da Cidade é um lindo projeto, que com o tempo irá transformar a região ali do Centro Comunitário em uma nova área, tornando-se um novo polo de desenvolvimento econômico e turístico”, destaca Gasparelo.

 

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta