Departamento de Saúde prossegue com a Campanha de Vacinação contra a Gripe em Torrinha

Departamento de Saúde prossegue com a Campanha de Vacinação contra a Gripe em Torrinha

Nesta segunda e terça-feira, dias 30 e 31 de março, o Departamento Municipal de Saúde deu continuidade a vacinação contra a gripe para moradores com idade acima de 60 anos e portadores de necessidades especiais em Torrinha, dentro da Campanha Nacional de Vacinação.

Os profissionais do Departamento de Saúde estão realizando a vacinação de acordo com a chegada dos lotes de vacina.

De acordo com o diretor da pasta, Nilson Marchezi, moradores da área rural serão informados quando será a data e local de vacinação.

Neste ano, o Ministério da Saúde antecipou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos.

Ela também ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A etapa seguinte da campanha deve ter início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

“Pedimos as pessoas que fiquem em suas casas e esperam o comunicado do Departamento de Saúde informado quando e onde acontecera a vacinação, assim estaremos contribuindo e evitando aglomeração desnecessária e uma possível proliferação do coronavírus”, pede o diretor do Departamento de saúde.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta