Torrinha é pouco eficiente no Ranking de Eficiência dos Municípios do DataFolha

Levantamento mostra quem entrega mais saúde, educação e saneamento gastando menos

Torrinha foi considerada uma cidade “pouca eficiente” no Ranking de Eficiência dos Municípios (REM –lançado pela Folha de São Paulo, no último dia 28 pelo Jornal Folha de São Paulo. A ferramenta inédita avaliou as cidades que conseguem melhores resultados em saúde, educação e saneamento gastando menos recursos e Torrinha ficou na  3.262º posição com apenas 0,430, numa escala que varia de 0 a 1.

O ranking teve como fonte dados de instituições como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Datasus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde ) e o Sincofi (Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro).

A lista comparou indicadores de 5.281 cidades (95% do total de 5.569) e pôs a cidade numa situação desconfortável quando avaliada com outras cidades da nossa região.

No topo do ranking ficou Cachoeira da Prata (MG), com 0,656, seguida por Lobato (PR), com 0,646, e Bom Jesus do Norte (ES), com 0,640. Eficiência – O REM-F avaliou que, numa medição entre 0 e 1, somente 24% das cidades brasileiras ultrapassam 0,50 e, por isso, podem ser consideradas eficientes. As informações que serviram de base de cálculo são referentes aos anos de 2010 e 2013.

Em um olhar “raio-X” sobre Torrinha, que tem uma população de 9.801 habitantes, o levantamento ainda mostra taxas muito baixas, como os 39% de cobertura por equipes de atenção básica na área da saúde. Outros destaques negativos de Torrinha apontados no levantamento são os baixos percentuais onde apenas 85% das residências tem atendimento de água, coleta de lixo domiciliar e 93% cobertura de esgoto.

Ferramenta inédita lançada pela Folha em conjunto com o Datafolha neste ano eleitoral mostra quais prefeituras entregam mais serviços básicos à população usando menor volume de recursos financeiros.

O Ranking de Eficiência dos Municípios – Folha leva em conta indicadores de saúde, educação e saneamento para calcular a eficiência da gestão e apresenta dados de 5.281 municípios, ou 95% do total de 5.569.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta