Reversão de cortes de repasses as Santas Casas é solicitado pela Mesa Diretora da Câmara de São Pedro

Reversão de cortes de repasses as Santas Casas é solicitado pela Mesa Diretora da Câmara de São Pedro

De forma direta Santa Casa de São Pedro perder mais de R$ 70 mil além de prejuízos causados à saúde na região

Na semana passada, os integrantes da Mesa Diretora da Câmara de São Pedro, formada pelos vereadores Carlos Eduardo de Oliveira – Dú Sorocaba (PL) – presidente; Jose Roberto de Moura – Dudu  (PL) – vice-presidente; Adilson de Jesus – Branco (DEM) – 1º secretário e Alessandra Corbett Pisco, Professora Alessandra Pisco (Podemos) – 2ª secretária, encaminhou um Ofício Especial para o Governador do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB) e aos deputados estaduais, Cauê Macris (PSDB) – presidente da Assembléia Legislativa; Analice Fernandes (PSDB) – Presidente da Comissão de Saúde e Higiene da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e Roberto Morais (Cidadania), solicitando revogação da resolução nº 01/2021, que prevê o corte de 12% no repasse da verba mensal de todo convênio de subvenção não relacionado ao combate do Coronavírus

“A medida prevê corte de 12% (equivalente a R$ 80 milhões ao ano) em dois programas de auxílio estaduais – Pró-Santa Casa e Santas Casas Sustentáveis -, que são considerados essenciais para manutenção dos serviços de centenas instituições beneficentes paulistas, muitas delas na região e inclusive em prejuízo de nossa própria Santa Casa (Hospital Beneficente São Lucas de São Pedro).De forma direta, nossa Santa Casa deve perder R$ 70.172,64 (setenta mil, cento e setenta e dois reais e sessenta e quatro centavos) por ano, no convenio Pro-Santa Casa”, afirmam.

Na Santa Casa de Piracicaba, que atende também pacientes de São Pedro e da região, o corte será de R$1,2 milhão.

“Sabemos que todo recurso para a saúde é essencial, sobretudo que estamos diante de uma séria Pandemia, que já tirou a vida de milhares de paulistas e brasileiros e cuja situação nos faz chamar atenção pela necessidade de reversão desse lamentável corte”, disseram os vereadores.v

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta