Prefeitura inaugurou a ETE Samambaia “José Augusto Rego Barros Seydell” em São Pedro

Prefeitura inaugurou a ETE Samambaia “José Augusto Rego Barros Seydell” em São Pedro

Já em funcionamento no bairro Vale do Sol, com capacidade para tratar esgoto produzido por 40 mil pessoas e de toda área urbana do município, aconteceu no último sábado dia (5/12), a inauguração oficial da ETE Samambaia, que recebeu o nome do professor “José Augusto Rego Barros Seydell”.

“É um marco histórico para São Pedro, para o Meio Ambiente, avanço no Turismo e na qualidade de vida da nossa população”, definiu Thiago Silva, atual vice-prefeito, que também foi eleito e será o novo prefeito de São Pedro entre 2021 e 2024 durante a cerimônia de inauguração da nova ETE, que devido a pandemia foi transmitida ao vivo pelo Facebook da Prefeitura de São Pedro.

Dalto Brochi, diretor geral da Ares PCJ; Rubens Françoso, presidente do Semae – Serviço Municipal de Água e Esgoto de Piracicaba e Daniel Gonçalves, superintendente do SAAE de Rio das Pedras, além dos vereadores Giuliano Antonelli, eleito vice prefeito no último dia 15 de novembro, Carlos Eduardo de Oliveira – Du Sorocaba, Adriano Vitor e Robson Pedrosa de Oliveira – Robinho Pedrosa (PSDB), Caio Piedade, Secretário de Obras;  Pedro Aguiar, Secretário Governo; Clarissa Quiararia, Secretária de Turismo e o diretor-presidente do Saaesp, Giovane Genezelli, estiveram presentes na inauguração. O prefeito Helinho Zanatta não pode participar do evento por estar cumprindo isolamento em casa após ter resultado positivo para Covid-19.

Giuliano Antonelli, que é vice-presidente da Câmara, falou em nome do Legislativo e destacou a importância da obra para o meio ambiente e saúde. “Como médico, sei da importância desta obra que vai marcar a história de São Pedro”, disse. Ele evidenciou também o papel da Câmara em todo o processo para a construção da ETE.

“Cada real investido em saneamento traz benefícios para o chamado 3S: saúde, sustentabilidade e social”, disse o diretor-presidente do Saaesp, Giovane Genezelli, que agradeceu todo o empenho da equipe da autarquia para a construção da ETE.  “É uma obra que recebeu um grande volume de investimentos e com grande impacto”, acrescentou. “O saneamento é o melhor legado para as futuras gerações e São Pedro está de parabéns por esta conquista”.

Planejamento: A importância do planejamento foi outro ponto destacado por Thiago Silva, ex-diretor presidente do Saaesp e prefeito eleito de São Pedro. “Tudo o que estamos vendo hoje é fruto de planejamento iniciado há 8 anos. O prefeito Helinho sempre foi um homem visionário e procurou o sr. Seydell para colocar em prática este projeto. Não foi um caminho fácil. Foram muitas etapas, projetos, estudos, solicitações de verbas ao Fehidro até chegar a esta inauguração”, afirmou, acrescentando que a trajetória vai continuar. “Estamos aqui para fazer o melhor”.

Homenagem: O filho do engenheiro José Augusto Rego Barros Seydell, Tiago Seydell falou em nome da família. “É um momento de muita emoção. Esta estação é fruto de um trabalho muito sério e que teve a participação do meu pai, uma pessoa realmente diferenciada que tive o privilégio de ter na minha casa.” Para ele, que também é engenheiro, a ETE deixa São Pedro na vanguarda do saneamento. Em seu discurso de agradecimento, Tiago Seydell lembrou que ainda em 2012, após as eleições, o prefeito Helinho Zanatta procurou seu pai com o objetivo de encontrar soluções para a falta de água e de tratamento de esgoto, questões consideradas prioritárias já no início do seu primeiro mandato. Além de Tiago, outros familiares e José Augusto, como a filha Talita, a neta Leila e a viúva Heliana participaram do evento.

Sistema avançado: O processo de tratamento da ETE é considerado um dos mais modernos, com uso de tecnologia holandesa, medição de vazões, tratamento preliminar (sujeiras grossas), tratamento secundário, concepção integrada de reatores aeróbios e anaeróbios, queima de gás, desinfecção e tratamento de log gerado, além de estação elevatória, 2.500 metros de linha de recalque e 80 metros de coletor de interligação. Os investimentos incluem também implantação do sistema complementar de afastamento, coletor tronco, linha de recalque e estação elevatória, obras que garantem o ‘caminho’ do esgoto coletado até a ETE.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta