Policia Civil apreende drogas e dinheiro no bairro São Dimas em São Pedro

Na quarta-feira, (24/10), foram apreendidas drogas, dinheiro e pessoas no bairro São Dimas, em São Pedro durante operação realizada pelos investigadores da Delegacia de Polícia de São Pedro e registrada no BO nº1773/2018.

Os fatos aconteceram na Rua José Esteves, viela, 1464 sendo que os investigadores tomaram conhecimento de que um traficante havia abastecido um ponto onde ocorre o ilícito comércio de entorpecentes, conhecido como “biqueira”, com substâncias prontas para venda e que outra parte havia sido enterrada em um terreno localizado ao lado dessa biqueira.

O local já vinha sendo investigado como ponto de venda de drogas e após as informações, foi realizada operação que culminou com prisão em flagrante de três pessoas, drogas e dinheiro em espécie. Os policiais entraram rapidamente na viela e surpreenderam o autuado R., ao lado do qual foram encontrados invólucros plásticos transparentes contendo substância esverdeada, aparentando se tratar de maconha, destacou o Boletim de Ocorrência.

De acordo com a Polícia Civil em outro cômodo da residência havia um casal, os autuados M. e L., que estavam deitados em uma cama, sendo que em buscas, foi encontrada uma bolsinha contendo em seu interior dinheiro em cédulas trocadas somando R$ 430,60 e outros invólucros plásticos com fecho zip-lock contendo substância petrificada, aparentando se tratar de crack, sendo que ainda no quarto onde estava o casal foi encontrado um recipiente plástico de cor rosa contendo em seu interior substância esverdeada maconha e, ainda, sob o colchão onde o casal estava deitado, outra bolsinha foi localizada, no interior da qual havia invólucros em filme alumínio contendo em seu interior substância petrificada aparentando se tratar de crack.

No interior da moradia, em uma bolsa de viagem, entre as roupas do autuado R., foram encontrados R$7.000,00 (sete mil reais).

Em seguida os policiais partiram para o terreno ao lado, onde havia uma porta trancada com um cadeado, cuja chave estava em posse de R.

Abriram o cadeado e verificaram que não se tratava de uma moradia, mas, um terreno baldio, no qual o Investigador Sgorlon visualizou terra revolvida e então vasculhando encontrou vários invólucros com fecho zip-lock contendo em seu interior crack e maconha.

O Delegado de Polícia Dr. Marcel William Oliveira de Souza, foi comunicado e compareceu ao local, sendo certo que o Investigador de Polícia Felipe, ainda no mesmo terreno baldio, encontrou enterrada uma sacola contendo em seu interior um invólucro em formato de tijolo de maconha.

Continuando as diligências, entre o madeiramento e as telhas que cobriam a habitação, foi encontrada uma balança de precisão e ainda algumas porções de maconha, as quais estavam escondidas nos vãos do telhado de Brasilit da casa.

Foi acionado o Canil de Piracicaba, comparecendo o CB Maurício e equipe com o cão de faro, oportunidade em que foram encontrados, enterrados mais invólucros também com fecho zip lock contendo em seu interior maconha, crack e cocaína.

Os autuados foram questionados a respeito dos fatos, sendo que M. disse que estavam os três envolvidos com o comércio ilícito de entorpecentes.

Segundo ele também havia um televisor que estava no local e que foi adquirido com o dinheiro decorrente da ilícita atividade.

Já R. e L. nada disseram a respeito da droga, sendo que a moça autuada disse que era namorada de M.

Também de acordo com a Policia Civil foi “verificado que as embalagens encontradas na residencia onde estavam os autuados eram idênticas àquelas que foram encontradas enterradas no terreno baldio, inclusive havia também mesmas substâncias (cocaína, crack e maconha)”.

Os envolvidos nos fatos receberam voz de prisão e foram conduzidos a Delegacia de Polícia Civil e também a UPA 24hs para realização de exame médico.

Os autuados foram recolhidos ao cárcere, depois da expedição de nota de culpa e providências de polícia judiciária correlatas.

Ao todo foram aprendidos 1.218,0 gramas de drogas.

“Apesar dos poucos recursos disponíveis a Polícia Civil em São Pedro continua agindo desenvolvendo suas funções com eficiência, produtividade para proteção efetiva da população sampedrense. Mais uma vez recebemos uma denuncia e conseguimos tirar de circulação traficantes que prejudicam famílias. É importante que as pessoas utilizem os canais de comunicação como os telefones 181 e 190 para denunciar qualquer atividade suspeita, não sendo necessário se identificar e quando isso ocorrer a identidade é preservada”, ressaltou Dr. Marcel William.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta