Helinho Zanatta se encontra com o Secretário Estadual de Agricultura durante evento em São Pedro

A secretária Estadual de Agricultura e Abastecimento, realizou na quarta-feira dia 16, um encontro para apresentação e discussão do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável da Microbacias II Acesso ao Mercado. O evento aconteceu nas dependências do Hotel Fonte Colina Verde, teve participação do Secretário Arnaldo Jardim, que também é deputado federal licenciado e recebeu apoio nas eleições de 2014 na cidade de São Pedro.

Além do secretário, também marcaram presença o coordenador de Biodiversidade e Recursos Naturais da Secretaria do Meio Ambiente, Danilo Angelucci Amorim, representando a secretária do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Patrícia Iglecias; os prefeitos de São Pedro, Hélio Donizete Zanatta; Manoel Pereira dos Santos, de São João do Pau D’Alho; José Antônio da Cunha, de Turiba e Luiz Carlos Basseto, de Pratânia; de Thiago Silva, vice-prefeito e secretário de Governo de São Pedro e Gislaine Oliveira, presidente da Associação dos Produtores Rurais de Dracena, representando todos os produtores presentes na plenária, que segundo a organização do evento somavam mais de quinhentos. Não podem deixar de ser lembradas as pratas da casa: José Carlos Rossetti, coordenador da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati); Fernando Penteado, secretário executivo do Feap; Mário Tomazela, vice coordenador da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) e Sérgio Murilo Cruz, assessor de Relações Parlamentares e Apoio aos Municípios, além de dezenas de técnicos da Cati e de instituições parceiras.

Arnaldo Jardim afirmou que sua gestão está apoiada sobre três eixos. O primeiro é a sustentabilidade. Ele afirmou que seu trabalho é buscar uma convergência entre produção e preservação ambiental, substituindo as diferenças entre agricultura e meio ambiente por convergências que aumentem a produção e garantam a sustentabilidade. “Durante muito tempo a agricultura foi colocada no lado oposto à conservação do meio ambiente, mas atualmente as duas áreas têm caminhado cada vez mais próximas”, disse.
O segundo eixo é a pesquisa. “Diminuir a distância entre o conhecimento e o produtor rural, por meio da extensão rural, proporcionando uma relação que aproxima a produção, orientando o homem do campo, criando um perfeito círculo virtuoso”, enalteceu o secretário.
O terceiro elo é a agricultura familiar. “Esse processo de empoderamento do produtor para que este desenvolva seu potencial e deixe de ser visto como um indivíduo que precisa ser “protegido” e passe a ocupar o lugar que lhe compete dentre do sistema de produção”, destacou Arnaldo Jardim.

Arnaldo Jardim lembrou que está em discussão a lei que determina o pagamento por serviços ambientais, o que serviria como nova fonte de renda aos produtores familiares. Outra medida que deve impactar firmemente a remuneração do agricultor é a revisão da legislação para a agroindústria, cuja discussão está envolvendo vários departamentos da Secretaria de Agricultura. “Com uma legislação mais moderna, o pequeno agricultor, ou associações de agricultores poderão aumentar sua cesta de produtos oferecendo uma variedade de embutidos, geleias, compotas e bebidas, agregando valor ao seu produto”, disse.
O secretário mencionou ainda a linha de financiamento disponibilizada pelo Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap), criada para ajudar os pequenos produtores a adequar sua propriedade, tornando-a apta a receber adeptos do turismo rural.
Com a presença maciça de produtores rurais na plateia, o secretario aproveitou  para lembrar a importância do Cadastro Ambiental Rural (CAR) nacional e o Programa de Regularização Ambiental (PRA) para que todos tenham seus direitos assegurados.
Hélio Zanatta, prefeito de São Pedro, agradeceu a parceria da Secretaria de Agricultura na realização de adequação de estradas rurais e assinatura de convênios que propiciaram a aquisição de máquinas e equipamentos. O prefeito, que também é produtor rural proveniente de uma longa linhagem de “caipiras”, afirmou que o agricultor só é lembrado em momentos de crise, mas que a Secretaria, através da Cati está revertendo essa visão.

“São nos momentos mais complicados de crise financeira que os produtores rurais são mais lembrados, pois é este grupo que sustenta esse país. Devemos ter um olhar diferente, pois são eles que desenvolvem e recuperam o nosso país. E nós, aqui em São Pedro, sabemos de sua importância e apoiamos todos os pequenos produtores rurais. Já estamos implantando o SIM (Serviço de Inspeção Municipal) que trará mais garantias e qualidade de crescimento aos nossos agricultores”, garantiu.

“Este projeto do Governo do Estado, em parceira da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com a Cati (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral) e a Secretaria de Meio Ambiente, vem promover o desenvolvimento rural sustentável e a competitividade agrícola no Estado de São Paulo, aumentando as oportunidades de emprego e renda para pequenos agricultores e suas famílias, por meio do apoio às Iniciativas de Negócio voltadas ao mercado, apresentadas por associações ou cooperativas de produtores rurais”, ressaltou o prefeito.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta