Empresária Silvia Andrade é a nova presidente da diretoria do Hospital Beneficente São Lucas a Santa Casa de São Pedro

Empresária Silvia Andrade é a nova presidente da diretoria do Hospital Beneficente São Lucas a Santa Casa de São Pedro

Na penúltima inauguração do ano realizada pela Prefeitura de São Pedro em 2020, ocorrida no dia 30 de dezembro, foram apresentadas oficialmente as reformas realizadas no Hospital Beneficente São Lucas, a Santa Casa de São Pedro. Os investimentos de R$ 3,5 milhões foram destinados a mudanças na estrutura física e a compra de equipamentos importantes para a precisão do diagnóstico, como um tomógrafo já em funcionamento.

Com a presença do prefeito Helinho Zanatta, do prefeito eleito Thiago Silva, da secretária de saúde Miriam Souza, dos vereadores Cássio Capellari, Adilson de Jesus – Branco, Adriano Vitor, Roberson de Oliveira Pedrosa – Robinho, Albino Antunes – Índio, da vereadora eleita Cleuza Barros e dos médicos Doutor Luciano de Abreu e doutor Osvaldo Okusu, foi realizada a solenidade na qual também foi anunciado o nome da nova presidente da diretoria do Hospital, empresária Silvia Andrade. A eleição aconteceu em fevereiro, mas o processo de registro em cartório, que oficializa a nomeação, foi concluído no final de dezembro.

Com a nomeação oficializada, o período de intervenção municipal do hospital, iniciado em 2005, chegou ao fim e Silvia passa a ser a responsável pelas funções administrativas e financeiras do hospital.

Um ponto comum nos discursos foi a grande evolução do hospital nos últimos anos. O vereador Cássio Capellari, presidente da Câmara, à época, destacou a “satisfação enorme” em participar de mais uma inauguração e relembrou períodos críticos do hospital.  “Hoje temos um hospital respeitado em toda a região”, falou.

O médico Luciano Abreu, diretor técnico do hospital lembrou que quando esteve no hospital pela primeira vez, a sensação não foi das melhores e hoje, após todas as mudanças, chega à conclusão que o “céu não é o limite”. “Nunca imaginei que o hospital pudesse ser transformado no polo que se transformou. Já operamos pacientes de Limeira, Rio Claro, Leme, entre outros inúmeros municípios da nossa região. Passei a acreditar no SUS por conta de todas essas mudanças”, disse.

A secretária Miriam Souza fez um agradecimento especial à dedicação do prefeito Helinho Zanatta pelas mudanças no hospital. “A dedicação e o empenho foram muito importantes para chegarmos ao que somos hoje”. Ela também agradeceu toda a equipe pelas conquistas obtidas. “O trabalho é resultado de muitas mãos”.

Thiago Silva destacou a importância de um dos legados deixados pelo prefeito Helinho Zanatta. “É preciso acreditar, ter fé. Muitas vezes deparamos com situações, como foi a do hospital, que não conseguíamos ver como se dariam as mudanças”, disse. Ele também destacou os avanços e ações de grande importância, como a volta do médico Osvaldo Okusu para o hospital. “Meu compromisso é continuar avançando nesta área também”, disse o novo mandatário do município.

Ao fazer uma retrospectiva do hospital, o prefeito Helinho Zanatta agradeceu o empenho de todos para que a situação mudasse bastante desde então. A Santa Casa perdeu a filantropia, acumulou dívidas de mais de R$ 20 milhões e chegou ser levada a leilão, mas hoje é referência regional e passar a ter autonomia com o fim da intervenção do município. 

“O sucesso não é individual, mas coletivo”, disse o prefeito. Ele também anunciou que para 2021 o hospital já tem garantido um repasse de R$ 20 milhões, valor 25% maior que os R$ 15 milhões deste ano. “Hoje o município compra serviços do hospital”.

Reestruturação: As obras realizadas representam mais uma etapa da revitalização do hospital fundado no dia 18 de dezembro de 1904 que já passou por mudanças internas significativas, como as reformas no centro cirúrgico, maternidade, lavanderia, ambulatório, quartos e no espaço que hoje abriga o Centro de Imagens.

Desta vez, as alterações incluem adequações para receber o tomógrafo no Pronto Atendimento voltado para convênios, além da recuperação da fachada e mudanças no laboratório de análises clínicas, obras que estão em andamento.

Com a reforma, o Pronto Atendimento passa a contar com consultórios, banheiros adaptados, sala de inalação, salas de repouso, de procedimentos e posto de enfermagem.

A adequação de sala para a realização de exames de tomografia inclui adaptações do espaço físico para atender os protocolos de segurança e também na rede elétrica. O equipamento, considerado um dos mais avançados, foi adquirido por R$ 799 mil, com recursos do governo federal.

Outra mudança foi no piso do centro cirúrgico, obra realizada após a suspensão das cirurgias por conta da pandemia. O local recebeu piso vinílico com controle de condutividade elétrica. Entre as vantagens do novo piso estão conforto térmico, maior controle de infecções e dissipação de cargas estáticas, evitando danos aos equipamentos eletrônicos e proteção para equipe médica e pacientes.

Há ainda a aquisição de equipamentos de ponta para o laboratório, como o analisador hematológico, analisador bioquímico e analisador de íons e eletrólitos.

Nestes investimentos estão incluídos ainda três veículos: uma ambulância de porte grande, uma ambulância de porte pequeno e um veículo para serviços administrativos. Uma outra ambulância de grande porte já foi adquirida, mas ainda não entregue.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta