Deputado federal Luiz Lauro Filho dá nome a trevo no alto da Serra de São Pedro

Deputado federal Luiz Lauro Filho dá nome a trevo no alto da Serra de São Pedro

Foi aprovado por unanimidade em 1ª votação o Projeto de Lei nº 28/2020, que dá o nome do deputado federal Luiz Lauro Filho ao trevo entre as Estradas Vicinais Ângelo Zaghetti que segue para Torrinha e João Dorigon que segue para Brotas. O referido PL foi votado durante a 8ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de São Pedro (CMSP) realizada na segunda-feira (22/06).

O PL é de autoria dos vereadores Cássio H. Capellari (DEM), Ondina Daniel (PSD), Joyce Benevides (PV), Robinho Pedrosa (PSDB), Adilson de Jesus – Branco (Pros), Adriano Vitor (SDD), Albino Antunes – Índio (PPS), Toninho Toledo (PSL), Du Sorocaba (PSB), Elias Candeias (PP), Gilberto Vieira (PDT) e Giuliano Antonelli (PSB).

Luiz Lauro Ferreira Filho nasceu em Campinas em 10 de junho de 1978, filho do ex-vereador e ex-deputado estadual Luiz Lauro. Era formado em publicidade e propaganda e pós-graduado em economia e gestão pública.

A vida política teve início em 2004, ano em que foi candidato a vereador em Campinas. Ele ocupou a cadeira parlamentar como suplente entre 2011 e 2012. Em seguida, foi eleito para o cargo e seguiu o mandato até 2014, quando se elegeu pela primeira vez como deputado federal.

Em 2018, Luiz Lauro Filho foi o quinto mais votado do estado de São Paulo pelo PSB, ficando como primeiro suplemente da coligação na Câmara Federal. Em 6de dezembro do mesmo ano, se filiou ao PSDB. Ele assumiu uma cadeira em 17 de dezembro de 2019, após a licença de Jefferson Campos (PSD). Em 1º de abril deste ano, foi efetivado.

“A denominação do referido Trevo com seu nome visa reconhecer não só o que ele fez por nossa cidade, como também sua importante atuação para a conquista dos recursos na ordem de 12 milhões de reais utilizados para a realização da obra de pavimentação da Estrada Vicinal Ângelo Zaghetti, sonho antigo dos moradores de São Pedro, Torrinha e região, obra que é de grande importância econômica, turística e social”, justificam os parlamentares.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta